terça-feira, 22/01/2019
Governo do Estado de São Paulo
Boas Práticas

Aprender Matemática pode ser simples, lúdico e divertido

Através de jogos e oficinas, E.E. Marechal Deodoro criou metodologias práticas para ensinar a disciplina aos pequenos

Nos dias de hoje, tornar o aprendizado mais lúdico e dinâmico é uma forma de aproximar a escola cada vez mais da rotina do aluno. Na rede estadual de ensino, muitas escolas têm desenvolvido métodos pedagógicos para engajar crianças e jovens em determinadas disciplinas.  

Em São Paulo, A E.E. Marechal Deodoro, por exemplo, conseguiu transformar o ensino da Matemática mais simples e interativo através de jogos e oficinas. A iniciativa melhorou o rendimento escolar dos alunos dentro da escola e na avaliação do Saresp. 

Utilizando cinco eixos temáticos (números, operações, espaço e forma, grandezas e medidas e tratamento da informação), os docentes da unidade criaram várias brincadeiras para as crianças vivenciarem os fundamentos da Matemática de maneira alternativa.  

“Os professores começaram a trabalhar esse método em todas as aulas. Esses jogos eram utilizados em sala e também nas aulas de Educação Física e Artes”, afirma a coordenadora da escola, Noelia de Jesus Tacla. “Professores de Educação Física, por exemplo, ensinaram perímetro e área”, completa. 

Os organizadores criaram a metodologia em etapas e começaram com os ditados de números, depois passaram para as operações e, por último, as situações problemas e atividades de espaço e forma, bem como o tratamento da informação e grandezas e medidas. 

Para a aluna Mariane Gonzales, estudar Matemática ficou muito mais fácil. Ela conta que desenvolveu maior familiaridade com os números. “A Matemática só se torna mais fácil quando você estuda. E fica mais fácil ainda quando o professor incentiva”, diz.  

A estudante Sara Santos Ribeiro também declara que se dá melhor com os números, pois acredita que é uma disciplina mais prática. “Na aula de Artes, a gente também aprende, porque às vezes a gente pode desenhar uma bola, partir ao meio e fazer uma fração. Então, para mim, a Arte e a Educação Física são jeitos de aprender Matemática”, conclui. 

Para esse processo, os materiais utilizados são fáceis de encontrar, como papel craft, papel cartão, desenhos feitos pelos professores, sucatas, entre outros. A ideia é desenvolver jogos que coloquem o aluno para pensar nos principais fundamentos da disciplina de uma forma mais divertida. 

“Você ensina de uma forma que eles brincam, aprendem e não fica aquela formula repetitiva. E no final do ano todo mundo fica feliz”, reitera a diretora da Escola, Miriam Gironda.