Concursos

Continuam abertas as inscrições do concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero

As músicas devem ser enviadas até o dia 19 de junho; concurso levanta discussão sobre empoderamento feminino

Continuam abertas as inscrições para a 3ª Edição do Concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero. Nesta edição, o tema é “Em todos os lugares. Em pé de igualdade”. As escolas interessadas em participar têm até o dia 19 de junho para encaminhar às suas Diretorias de Ensino a música que representará a unidade de ensino.

A competição musical pretende conhecer e difundir a reflexão entre os alunos sobre o exercício efetivo dos direitos da mulher, como a promoção da igualdade e empoderamento feminino em todos os âmbitos sociais, econômico e político. Além de refletir a desigualdade na construção de gênero e promover a participação plena e efetiva das mulheres na sociedade.

“Nesse ano, a nossa pauta é olhar para o espaço, olhar para a representatividade em pé de igualdade. Igualdade não apenas em termos representativos, mas um espaço de voz, porque quando as mulheres são ouvidas, todas elas ganham força também para serem ouvidas e usaram a sua voz efetivamente”, destaca a  promotora de justiça do Ministério Público de São Paulo Fabíola Negrão Covas.

Podem participar alunos regularmente matriculados e frequentes nos cursos de Ensino Médio e na modalidade Educação de Jovens e Adultos – EJA, da rede estadual paulista.  A inscrição poderá ser individual ou em grupo de até cinco alunos. É necessário também indicar um professor orientador. Em caso de participação em grupo, é obrigatório incluir uma integrante do gênero feminino.

“Agora nessa próxima edição, mais uma vez, eu espero que a gente tenha uma mensagem forte. A gente tem temas que estão sendo abordados cada vez mais na nossa sociedade. Mas é importante que isso tudo seja colocado dentro das escolas, porque, afinal de contas, a gente sabe é desde pequeno, é através da educação que a gente vai fazer alguma diferença no futuro”, diz o produtor musical Rick Bonadio.

Na avaliação, serão levados em consideração a forma de apresentação, como expressividade, comunicação de “ideias”, discurso e capacidade de dar destaque aos temas do concurso, fluência e originalidade.

O concurso, parceria entre a Educação e o Ministério Público, com apoio da gravadora Midas Music, é composto por três fases. A primeira é a produção musical feita pelos estudantes e, posteriormente, a escolha de uma composição para representar a unidade escolar. A música selecionada pela escola deverá ser enviada à Diretoria de Ensino até o dia 19 de junho.

A segunda etapa será a avaliação e seleção das músicas recebidas pela Diretoria de Ensino, que indicará três composições para avaliação da fase estadual. Esse período se estende até o dia 6 de julho.

A última fase fica a cargo da comissão julgadora formada por representantes do Ministério Público de São Paulo e da Secretaria da Educação. Assim, 10 finalistas passarão pela votação popular online, que acontecerá entre os dias 30 de julho e 13 de agosto.

A música vencedora será gravada com a produção do Midas Music, gravadora do produtor musical Rick Bonadio, que se uniu ao concurso como símbolo de engajamento da música, cultura, justiça e educação pela igualdade de gênero, além da importância de levar esta mensagem à juventude brasileira.

Vencedor da edição 2017 grava música com Rick Bonadio

O ex-aluno Elian Flores, da escola Tonico Barão, em General Salgado gravou a  canção ‘Amar sem olhar a quem’. O jovem foi orientado pelo produtor musical Rick Bonadio e sua equipe.

Aumente o som e ouça a música aqui

Mais detalhes sobre a edição 2017

A composição está situada no gênero popular do sertanejo universitário, onde Elian Flores canta que vai “lutar por um mundo de amor” e cita algumas atitudes preconceituosas com negros e pobres, por exemplo, que impedem que esse ideal seja alcançado.

Para Thiago Sabatine, que integra a Equipe Técnica da Secretaria da Educação, “a música de Elian tem uma mensagem muito importante, que é amar sem olhar a quem, como o nome sugere. Ele conquistou mais de 70 mil votos com a sua letra de respeito às diferenças”, diz.

Elian Flores diz que ficou “feliz em estar no Midas Music produzindo com o Rick Bonadio, um cara que admiro. E todo artista que está começando tem o sonho de gravar num grande estúdio como este”, disse.