sexta-feira, 16/03/2018
A Escola Que Queremos

Vencedor do concurso Vozes pela Igualdade grava com Rick Bonadio

A música “Amar sem olhar a quem”, de Elian Flores, recebeu mais de 70 mil votos

Aconteceu na última quarta-feira (14), no estúdio Midas Music, a gravação da canção ‘Amar sem olhar a quem’, vitoriosa na edição de 2017 do concurso “Vozes pela igualdade de gênero”. O jovem Elian Flores, ex-aluno da E.E. Tonico Barão, em General Salgado, foi orientado e produzido por Rick Bonadio e sua equipe. Na ocasião, também foi gravado um videoclipe, que será divulgado em data a ser definida.

A composição está situada no gênero popular do sertanejo universitário, onde Elian Flores canta que vai “lutar por um mundo de amor” e cita algumas atitudes preconceituosas com negros e pobres, por exemplo, que impedem que esse ideal seja alcançado.

O “Vozes Pela Igualdade de Gênero” é uma iniciativa da Secretaria da Educação e o Ministério Público, em parceria com o estúdio Midas Music. Ambos têm a preocupação em trabalhar o respeito ao próximo e às diferenças, explica Fabiola Sucasas Negrão Covas, procuradora de Justiça.

“Para o Ministério Público tem um alto significado em levar a discussão de gêneros nas escolas. Nesse ano, utilizamos a hashtag no tema, pois o ambiente da internet, das redes sociais, tem sido palco de um amplo espectro de discriminações e de discursos de ódio por quem opta por uma identidade de gênero diversa do sexo pelo qual nasceu”, esclarece Fabiola.

O Elian Flores, além do talento natural, foi na ferida do problema. Talvez, seja este um dos principais motivos que o levaram a ser campeão da edição mais recente do concurso. Para Thiago Sabatine, que integra a Equipe Técnica da Secretaria da Educação, “a música de Elian tem uma mensagem muito importante, que é amar sem olhar a quem, como o nome sugere. Ele conquistou mais de 70 mil votos com a sua letra de respeito às diferenças”, diz.

Elian tem consciência do assunto, e isso é reflexo do trabalho pedagógico desenvolvido na escola em que o garoto estudou até finalizar o Ensino Médio. Marilei Fernandes Lopes, diretora da E.E. Tonico Barão, da DE de Fernandópolis, relata que a unidade desenvolve projetos na área social há vários anos.

“Aí chegou o edital do concurso Vozes, que está de acordo com o nosso trabalho pedagógico. Os alunos se inscreveram e foram participando de uma peneira atrás da outra, até que chegamos na música do Elian. Não foi muita surpresa ele ter sido o vencedor, mas nós temos diversos alunos muito bons”, afirma. A diretora completa toda sorridente que “a reação da escola foi de muita alegria, pois o sonho dele é ter sucesso na música. E, desde a primeira série do Ensino Médio, a gente vem acompanhando o Elian e torcendo muito por ele”, assegura.

Essa felicidade, logicamente, também está presente no semblante do cantor, compositor e ex-aluno da E.E. Tonico Barão, Elian Flores. O artista diz que fica “feliz em estar no Midas Music produzindo com o Rick Bonadio, um cara que admiro. E todo artista que está começando tem o sonho de gravar num grande estúdio como este”, vislumbra.

Elian Flores começou a carreira aos dez ano de idade. Aos 13 gravou sua primeira música, e hoje, aos 17 anos, dá um grande passo em direção ao sucesso. “As coisas vêm acontecendo pouco a pouco e eu estou trabalhando para colher esses frutos. Estar aqui fortifica ainda mais meu projeto de vida, a profissão que eu escolhi”, reforça o cantor.

E os indícios é de que Elian Flores não pare no concurso Vozes. Para o produtor Musical Rick Bonadio, “o Elian é diferente, ele tem talento e uma voz bonita, super afinada. A letra dele é maravilhosa, e eu tenho certeza que ele não vai ficar só nessa música”, emplaca o dono do estúdio Midas Music.

Em 2017, o 2º Concurso de Música “Vozes pela Igualdade de Gênero” teve como tema a hashtag RespeitaAsDiferenças. Foram 254 criações inscritas que contaram com o envolvimento de cerca de 1400 estudantes do Ensino Médio da rede pública do estado de São Paulo.