segunda-feira, 26/12/2016
Ensino Fundamental

Estudantes de SP fecham o ano com 77 medalhas nas Paralimpíadas e Jogos Escolares

Quadro é formado por 39 medalhas de ouro, 26 de prata e 12 de bronze

Os alunos da Educação do Estado de São Paulo fecharam o ano com 77 medalhas nas Paralimpíadas Escolares, realizadas em São Paulo, e nos Jogos Escolares, organizados em João Pessoa. As duas competições são as mais importantes da categoria. O quadro é formado por 45 estudantes. Eles conquistaram 39 medalhas de ouro, 26 de prata e 12 de bronze. Os meninos e meninas são de 27 municípios de São Paulo.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Um dos destaques é o aluno Thomaz Ruan de Moraes, da E.E. Doutor Antenor Soares Gandra. Sozinho, ele conquistou três medalhas de prata nas Paralimpíadas Escolares no atletismo. Thomaz já é atleta confederado e faz parte da equipe brasileira em um esporte pouco conhecido no Brasil, o Sky Cross Crountry.

Até o início desta semana, o aluno esteve na Suécia para treinos e participará em janeiro, na Ucrânia, da Copa do Mundo de Sky Cross Country. Além das aulas de Educação Física na escola, o estudante, hoje com 15 anos, treina desde os 9 também em um programa de esportes e atividades adaptadas na cidade de Jundiaí.

Educação Física no Currículo paulista

As aulas de educação física são parte do Currículo oficial do Estado de São Paulo e o tema também é foco na formação de professores, inclusive para estudantes com deficiência. Futebol, vôlei e basquete são as modalidades mais procuradas. Tem ainda o tapembol – um esporte de quadra em que o jogador com a mão aberta dá um ou dois toques na bola até fazer gol no time adversário.

O bom rendimento nas Paralimpíadas Escolares também é resultado das aulas adaptadas para os alunos de inclusão. Para suas aulas, os professores da disciplina em todo o Estado são orientados a preparar as atividades físicas de modo a garantir que todos, com ou sem deficiência, participem das práticas.