Pais e Alunos

Alunos são premiados em concurso de desenho e pintura

Competição visa incentivar criatividade por meio da arte e promover o intercâmbio cultural

qua, 13.11.2013

Os alunos do Ensino Fundamental e Médio da rede estadual, que participaram do Concurso Wizo de Pintura e Desenho, foram premiados pela competição que busca incentivar a criatividade por meio da arte e promover o intercâmbio cultural entre Brasil e Israel.

O secretário da Educação, Herman Voorwald, participou da cerimônia de premiação e falou sobre a importância da competição. “O tema “Brasil-Israel: o esporte aproximando povos” faz com que o jovem estude a história do país, entenda o motivo dos conflitos e aprofunde-se na religião. Abre-se um caminho para que os jovens tenham mais informação a respeito da relação entre Brasil e Israel”, afirma.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Para concorrer, cada participante produziu um trabalho de desenho ou pintura em cartolina, papel ou tela sem moldura, medindo, no máximo, 50×70 cm. As escolas enviaram os dez melhores para as diretorias de ensino, responsáveis pela inscrição no concurso. Na etapa final, foram escolhidos os melhores entre todos os inscritos.

A vencedora do concurso, que contou com mais de mil trabalhos inscritos, foi a aluna da E.E. Professor José Nantala Badul, Angélica Yukari Sasajima. “Sempre desenho e nunca achei que iria ganhar algum prêmio. Por isso, esse reconhecimento foi muito importante para mim”, revela a estudante.

Angélica e a professora, que acompanhou o trabalho da aluna, serão premiadas com uma viagem, com permanência de 3 dias, para Brasília. No Distrito Federal, as visitantes serão recebidas na Embaixada de Israel. O 2º e 3º lugar foram premiados com artigos eletrônicos, kits de pintura e livros.

Desde 1989

Destinado aos alunos das escolas estaduais, o Concurso WIZO de Pintura e Desenho é promovido anualmente desde 1989, sempre com temas como tecnologia, ciência, saúde e educação ou que despertem a atenção para a pesquisa e conhecimento das singularidades dos dois países, Brasil-Israel.

O tema escolhido neste ano leva em conta que os dois países, apesar da enorme diferença geográfica, diferenciações tradicionais e culturais, têm algo que os une: o esporte. O gosto de ambos pelo futebol, a aceitação israelense à capoeira e a brasileira ao krav magá (em hebraico significa combate próximo/de contato), as conquistas árduas de medalhas em encontros internacionais, são aspectos relevantes.