Curso de Formação Específica para professores começa nesta segunda-feira (23)

10,8 mil professores dão início hoje a curso de formação para ingresso na rede estadual. Docentes que atuarão em escolas estaduais a partir de 2013 têm aula presencial hoje e amanhã

Dando início à terceira fase do concurso público de Professor de Educação Básica II (PEBII), cerca de 10,8 mil docentes participam hoje e amanhã (dias 23 e 24) da primeira aula presencial do Curso de Formação Específica promovido pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores (Efap) “Paulo Renato Costa Souza”.

 A formação é a 3ª fase do concurso público realizado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e é voltada para os candidatos que participaram das sessões de escolha de vagas no fim do mês de junho.

Confira, na íntegra, a relação dos nomes dos convocados e os locais das aulas.

O curso tem duração de 18 semanas, totalizando 360 horas (sendo a primeira etapa de 160 horas e a segunda de 200 horas), divididas em 18 módulos semanais de 20 horas. Os primeiros encontros presenciais serão dias 23 e 24 de julho, segunda e terça-feira da próxima semana. Os aprovados no curso ingressarão na rede no primeiro semestre de 2013.

Neste período de formação, os educadores receberão bolsa de estudo correspondente a 75% do salário inicial para jornada de 40 horas semanais de professor de educação básica de ciclo II do Ensino Fundamental e de Ensino Médio (PEB II). Como os vencimentos atuais para carga horária de 40 horas PEB II são de R$ 2.088,27, o valor da bolsa será de R$ 1.566,20.

Durante as aulas (online e presenciais), os educadores conhecerão o currículo adotado pelo Estado, metodologias de trabalho e aspectos da realidade das escolas estaduais. A primeira etapa é composta por oito semanas de lições, comum a todos os candidatos, aborda a função e a identidade do professor e a identidade e diversidade dos alunos e sua relação com a aprendizagem e o conhecimento, além de cultura escolar e familiar.

Na segunda, com duração de 10 semanas, os professores trabalham suas respectivas especialidades, ou seja, cada uma das disciplinas do currículo da rede estadual de ensino e educação especial nas quais atuam os docentes convocados, entre elas língua portuguesa, história, geografia, biologia e inglês.

Para a conclusão do curso é necessário que o candidato cumpra, no mínimo, 75% do total das atividades propostas a cada período (incluindo trabalhos desenvolvidos na web e nos encontros presenciais), participe integralmente de pelo menos dois encontros presenciais e seja aprovado em prova objetiva.

Desde janeiro de 2011, já foram nomeados pelo governador Geraldo Alckmin mais de 23 mil docentes. A esse total, se acrescentará o contingente de aprovados no curso de formação específica deste ano. O exame realizado em março de 2010 teve 260 mil inscritos. Está prevista para este semestre a publicação de edital para novo concurso para professores.