CEL

Quer ter um Centro de Línguas na região? Veja como enviar proposta à diretoria de ensino

Unidades interessadas devem ter estrutura física necessária e comprovar o interesse dos alunos

qua, 22.05.2013

Aprender um novo idioma amplia as chances de ingressar no mercado de trabalho, além de oferecer aos jovens o acesso a novas culturas. Com esse objetivo, existem cerca de 220 Centros de Estudo de Línguas (CEL) no Estado. Esses centros, localizados dentro das escolas estaduais, oferecem aos estudantes a oportunidade de aprender, gratuitamente, idiomas como o inglês, francês, espanhol, alemão e, até mesmo, o japonês.

Os gestores de escolas que desejam instalar um Centro de Estudo de Línguas em sua região podem demonstrar o interesse junto à diretoria de ensino. Algumas etapas, no entanto, são necessárias para a criação de uma nova unidade do CEL.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

O primeiro passo é elaborar uma proposta, na qual deve constar os nomes das unidades da região que terão alunos atendidos pelo programa e em qual escola será sediado o novo CEL. Nesse documento, ainda devem estar os nomes dos estudantes que já demonstraram o interesse de participar dos cursos.

Alguns requisitos, como ter professores habilitados disponíveis para ministrar as aulas, possuir espaço físico adequado e fácil acesso à unidade que sediará o centro, também devem ser comprovados na proposta. Além disso, é preciso que a escola escolhida para abrigar o CEL esteja situada em um município com mais de 50 mil habitantes.

Essa proposta deve ser encaminhada à diretoria de ensino e, caso aprovada, segue para a validação da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB), que dará o parecer final para a criação e instalação do novo CEL. O procedimento para elaborar a proposta pode ser conferido na resolução que trata do tema, disponível aqui.

20130521_criacao_cel_700

*Atualizada em 24/5, às 11h08