Notícia

#Inspiração: ex-aluna cria projetos de política e valorização da mulher

Com apenas 17 anos, Raphaele Godinho leva informações sobre gênero e protagonismo juvenil em sua comunidade

Raphaele Godinho Anselmo é a mais velha das duas filhas de dona Cristina e Cledenilson Anselmo. Nascida em São Roque, mas mairiquense de coração, foi na cidade de Mairinque que descobriu a paixão pela política e relações públicas. Ex-aluna da Escola de Tempo Integral Prof. José Pinto do Amaral, a jovem de 17 anos revela que foi na unidade de ensino que desenvolveu habilidades para se expressar e defender o seu ponto de vista.

Figura conhecida nos programas de incentivo político para jovens, Raphaele participou de edições do Parlamento Jovem Paulista (2016), Parlamento Juvenil do MERCOSUL (2016-2018) e Embaixadores Inspira Sonho (2018).

“Depois que participei dos parlamentos jovens eu me tornei uma pessoa muito mais ativa. Antes, eu opinava politicamente, reclamava da situação, mas não fazia nada para mudar. Os parlamentos jovens me ensinaram a colocar a mão na massa para tentar fazer a diferença no país e em minha comunidade”, disse a ex-aluna.

A sua primeira contribuição para um Brasil melhor e mais igualitário vem da criação do projeto “Resgatando e Valorizando a Mulher”, que trata sobre questões de gênero e representatividade feminina. O seu trabalho consiste, basicamente, em realizar eventos, especialmente em escolas, para levar mais informação sobre a importância da mulher na literatura, matemática e estudos, por exemplo, cuja presença masculina é superior à de mulheres.

“Eu observei que as meninas passam a se envolver menos com matérias de exatas quando não têm acesso a figuras de mulheres que também atuam nessas áreas. A escolaridade feminina quase sempre oscila em virtude do casamento e maternidade, por exemplo, e as taxas de violência contra a mulher só aumentam”, disse. Foi então que surgiu a ideia de criar um programa que levasse para outras meninas (e também meninos) o resgate da importância e valorização das mulheres nestas áreas.

Rapidamente, seu projeto virou artigo da edição de outubro de 2017 da internacional Change Magazine, que circula em países asiáticos como China, Tailandia e Japão. O desempenho e o baixo custo para aplicar a atividade na comunidade chamou a atenção da revista que preza pelo desenvolvimento e boas ações ao redor do mundo e tem parceria com a Unesco e banco de ongs pelo mundo inteiro.

“O projeto é aplicado em regiões carentes e a principal artimanha dele é o diálogo, não tem gasto. Nós trabalhamos com a exposição de banners informativos sobre diversos temas, eventos com dinâmicas, debates e exibição de filmes. A fórmula vem dando certo justamente por ser mais interativa, e o projeto já despertou o interesse principalmente de alunas”, explicou.

Em 2018, o projeto ganhou um ambiente virtual, com entrevistas que vão revelar meninas protagonistas de todo o Brasil, divulgar histórias e inspirar outras garotas a se destacarem. Além disso, ganhou também o programa de Embaixadoras, meninas que voluntariamente vão ajudar a aplicar o projeto em escolas que ainda não foram impactadas pela ideia, após passarem por um processo de formação. Clique aqui para conhecer o blog.

E não para por aí. Este ano, a jovem criou o Parlamento Jovem Mairiquense, para replicar na sua comunidade a vivência dos programas que fez parte. “Depois de todas as experiências que tive, notei que o estado, o país e a região do MERCOSUL estavam cheios de jovens criativos e inovadores, então pensei que esses mesmos jovens poderiam existir aqui também, em Mairinque. Comecei a escrever o projeto misturando tudo de bom que aprendi e todas as experiências mais positivas que tive nos parlamentos que participei e, depois de alguns reparos feitos pelos meus apoiadores da Câmara Municipal, lançamos o projeto oficialmente”, explicou.

De acordo com Raphaele, podem participar do piloto do projeto alunos do 8° ano do Ensino Fundamental até a 3° série do Ensino Médio. Para se inscrever, é necessário escrever uma redação propondo alguma melhoria inovadora para a cidade dentro de um eixo temático, as 12 melhores redações serão selecionadas e seus autores irão participar de uma simulação parlamentar na Câmara. Clique aqui e conheça a iniciativa.

“Tudo está sendo preparado com muito amor, e eu também tenho o suporte de dois antigos alunos da rede estadual que foram parlamentares jovens brasileiros, o Kelvin Henrique e a Karine Oliveira. Em abril iremos começar oficialmente as simulações e estamos muito empolgados para ajudar a cidade e os estudantes dela a melhorar”, completou.

Raphaele se formou no Ensino Médio em 2017 e já deu muitas contribuições e inspiração para outros alunos da rede. Para a sua carreira profissional, aspira as áreas de Relações Internacionais e Jornalismo.