Fotos

Desenhos do concurso Wizo são premiados em cerimônia marcada por criações impecáveis

Evento aconteceu nesta segunda (13), com produções de alunos da educação regular e destaque para estudante de unidade prisional

Aconteceu na tarde dessa segunda-feira (13), na Assembleia Legislativa de São Paulo, a premiação do concurso Wizo de Desenho e Pintura, iniciativa da Organização Feminina Wizo, com apoio da Secretaria de Estado da Educação. Os alunos e professores criadores dos 7 melhores desenhos receberam certificado de participação, medalhas e kit de pintura.

Nesta edição, o tema do concurso foi “Brasil-Israel: Terra de Imigrantes”, e os alunos foram convidados a pesquisar sobre os países e retratarem tudo em um desenho. “Eu representei o brasileiro imigrando para Israel e o Israelense para o Brasil, eu busquei referência na apostila e também recebi orientações do meu professor”, explicou Karelly Ticona Mamani, aluna da E.E. Prefeito Antônio Zanaga, de Americana, primeiro lugar na categoria Júri Oficial, cujo desenho de lápis de cor retrata a miscigenação do Brasil, com leves traços de anime. Karelly e seu professor orientador terão, ainda, a oportunidade de conhecer a embaixada de Israel, em Brasília.

Charlene Andrezza Zanco Mantovani, professora da E.E. Dr. Pércio Gomes Gonzales, falou da emoção ao levar para seu aluno Cleiton Varela Lima, de 31 anos, o Prêmio EJA. Atualmente, Cleiton está matriculado na Educação de Jovens e Adultos em unidade prisional compacta. “O nosso maior desafio é levar a informação para eles, porque eles não têm acesso à internet, tudo o que ele fez e precisou para participar do concurso, dependia que eu levasse. Eu estou me sentido muito realizada por ele, porque eles ficam muito contentes e, a hora que eu levo a proposta do desafio, eles estudam e participam mesmo para ganhar”, disse.

Em segundo lugar no Júri Oficial, ficou o estudante Luiz Gustavo Cinatari, da E.E. Jorge Calil Assad Sallum, de Santa Bárbara D’Oeste e, em terceiro, a aluna Giovanna Del Buono Trama, da E.E. Coronel Arthur Pires, do município de Luiz Antonio.

Isabelly de Freitas Lessa, da E.E. Paulina Rosa, de Hortolândia, levou o Prêmio Júri Aberto, e os alunos Ester Lopes de Souza, da E.E. Ângela Maria Paixão Costa, localizada em Mogi Guaçu, e Wesley Aparecido Freitas, da E.E. Sansara Singh Filho, de Oroeste, receberam menção honrosa.

“Esta é uma oportunidade ímpar de levar para os alunos que eles usem sua criatividade para abordar este tema de extrema relevância”, falou o secretário da pasta, José Renato Nalini, que participou da cerimônia ao lado de Teruko Araki Kamitsuji, Presidente do CONSCRE, Dori Goren, Consul Geral de Israel em São Paulo, Nava Shalev Politi e Sulamita Tabacof, presidentes da Wizo São Paulo.

Sobre o Prêmio

Nesta edição do Prêmio, foram inscritos cerca de mil trabalhos de alunos de 200 escolas da rede estadual paulista. O objetivo do concurso é estreitar os laços entre as culturas brasileira e israelense. Por meio da criação de um desenho, os estudantes dos ensinos Fundamental e Médio exploraram a relação entre Brasil e Israel, mostrando suas semelhanças e diversidades.

Na última edição do Concurso Wizo, o jovem Gabriel José Custódio, da E.E. Nicota Soares, de Itapeva, visitou a capital do país. Em Brasília, Gabriel e sua professora Maria Cristina de Oliveira Lopes foram recebidos pelo ministro da Embaixada de Israel em Brasília, Itay Tagner. Com o tema “Brasil-Israel: Turismo – Cultura e Lazer”, o aluno deu asas à imaginação e deixou fluir um desenho em que há dois garotos, um israelense e um brasileiro. As personagens carregam suas malas de viagens e descobrem as belezas que o país do outro tem a oferecer.