Professores e Funcionários

Professores blogueiros já podem enviar suas páginas para o Portal da Educação

Serão selecionados blogs com conteúdo exclusivamente pedagógico, voltado para matriz curricular

seg, 02.09.2013

Os educadores interessados em fazer parte da Rede de Professores Blogueiros já podem enviar suas páginas para o Portal da Educação. Os blogs serão analisados por uma comissão da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB) e, caso atendam os requisitos pedagógicos, serão divulgados para toda a rede estadual de ensino.

– Faça aqui o seu cadastro

A iniciativa tem o objetivo de reunir páginas e trocar experiências positivas de educadores que utilizaram blogs para integrar tecnologia e sala de aula.

Serão selecionadas as páginas que tenham conteúdo exclusivamente pedagógico, voltado para as matrizes curriculares do Estado e que sirvam como uma ferramenta de aproximação entre professor e alunos. Além disso, a frequência de atualização da página também será levada em consideração.

Manual

Algumas dicas importantes podem ajudar os professores blogueiros e, até mesmo, encorajar aqueles que ainda pretendem criar suas páginas a colocar o plano em ação. Confira cinco sugestões para tornar o conteúdo publicado ainda mais interessante aos olhos dos estudantes.

1)    Atualização

Não há nada mais desestimulante para o admirador de uma página do que encontrá-la sempre desatualizada. Com o tempo, os seguidores perdem o interesse e deixam de visitar o blog que não apresenta novidades. Para manter os alunos e outros leitores por perto, é recomendável atualizar a página, ao menos, duas vezes por semana.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

2)   Linguagem

No mundo virtual, a linguagem usada em sala de aula ganha nova roupagem. O vocabulário pode ser mais leve e, o mais importante, os longos textos de livros e apostilas devem ganhar versões mais enxutas. O ideal é publicar textos com parágrafos curtos, intercalados por espaços. A técnica evita que a página pareça “blocada” aos olhos de quem lê.

3)   Formato

Na internet, imagens e vídeos tornam qualquer conteúdo mais atraente. Por isso, a dica é utilizar fotos para ilustrar os posts sempre que possível, assim como outros conteúdos como vídeos e podcasts.

4)   Conteúdo

Para fazer parte da rede de Professores Blogueiros, é preciso utilizar o blog exclusivamente para divulgar conteúdo pedagógico. A página pode ser uma extensão da classe, mas não é necessário que todo o conteúdo seja reproduzido. O ideal é que a ferramenta seja uma forma de complementar o que é ensinado na escola, oferecendo, por exemplo, atividades extras ou indicações de sites relacionados à disciplina para a consulta dos alunos.

5)   Ferramentas

Com as dicas em mãos, é hora de criar sua página. Existem ferramentas gratuitas e fáceis de usar para hospedar o seu blog. Entre as possibilidades estão as plataformas WordPress e Blogger. Mãos à obra!