Concursos

Professores da rede são selecionados pelo MEXT 2017 e viajam ao Japão com bolsas de estudo

Após a conclusão do curso, ambos poderão fazer mestrado ou doutorado na Terra do Sol Nascente

De outubro a abril do ano que vem, dois professores da rede estadual paulista ficarão impossibilitados de dar sequência em suas aulas. Por um ótimo motivo! Julio Alberto Leite Quiezi e Otávio de Oliveira Silva, ambos professores de Língua Japonesa no CEL (Centro de Estudos de Línguas), estão de malas prontas para o Japão. Na Terra do Sol Nascente, Quiezi e Silva passarão por um curso de Linguística Japonesa em duas universidades daquele país. As bolsas foram possíveis por meio de concurso oferecido pelo Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão (MEXT 2017).

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

O edital prevê seis diferentes modalidades de bolsas de estudo para estrangeiros em universidades japonesas. No Brasil, os processos seletivos para as bolsas MEXT vem sendo realizados pelas representações diplomáticas japonesas (Embaixada, Consulados e Escritórios Consulares), desde 1956. Essa é também uma grande oportunidade que os dois professores terão de realizar pesquisa acadêmica em universidades japonesas, sendo possível também prorrogar a bolsa para um mestrado e/ou doutorado, mediante aprovação em exame de ingresso na universidade japonesa.

A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo parabeniza os professores Julio Alberto Leite Quiezi e Otávio de Oliveira Silva por serem aprovados no concorrido processo seletivo.

MEXT 2018

A edição MEXT 2018 já está em andamento, e os candidatos devem ficar atentos ao site da embaixada japonesa no Brasil. As inscrições para as bolsas de Treinamento de Professores acontecem entre janeiro e fevereiro, com data a definir. Clique aqui para ter acesso ao edital.

Os cursos oferecidos são, basicamente, nas áreas de Administração Escolar, Método Educacional, Estudo de Matérias Específicas e Atividades Práticas. O candidato poderá escolher até três opções de cursos disponíveis no catálogo, bem como verificar a Área de Estudo, o Curso e a universidade japonesa em que gostaria de disputar o treinamento. Para informações gerais sobre as universidades japonesas, clique aqui.

A 1ª fase, composta por uma Prova de Línguas japonesa e inglesa (gramática e Interpretação de Texto) e Entrevista, deve acontecer no Consulado do Japão, em março de 2018, com data a ser definida. A 2ª fase é o envio de documento ao Japão, que será analisada pelo MEXT.

Benefícios

Os aprovados receberão bolsa de 143 mil ienes mensais (sujeitos a pequena variação), passagem de ida e volta e isenção de taxas escolares. Em contrapartida, para continuar recebendo os benefícios o aluno terá que manter boas notas e frequência no curso. Caso o estudante não embarque na data estabelecida pelo MEXT 2018, os custos de deslocamento serão integralmente de responsabilidade de aluno. Em caso de abandono do curso o candidato irá arcar com os custos da passagem de retorno ao Brasil.