quinta-feira, 25/11/2004
Concursos

Prova do Saresp é realizada hoje em todo o Estado

Mais de 5 milhões de alunos do Ensino Fundamental e Médio fazem nesta quinta-feira, dia 25, a prova do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Neste ano, também participam estudantes das redes municipal e particular. O objetivo da prova é diagnosticar o perfil socioeducacional dos estudantes e traçar políticas […]

Mais de 5 milhões de alunos do Ensino Fundamental e Médio fazem nesta quinta-feira, dia 25, a prova do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Neste ano, também participam estudantes das redes municipal e particular.

O objetivo da prova é diagnosticar o perfil socioeducacional dos estudantes e traçar políticas que atendam às necessidades específicas dos alunos. Com isso, o sistema pretende colher informações sobre o Ensino Fundamental e Médio de todas as escolas (urbanas ou rurais), para corrigir possíveis distorções no sistema educacional.

O Saresp recebeu 988 inscrições de escolas municipais e 91 de particulares, sendo que em todo o Estado, 134 municípios aderiram ao sistema. Do total de 5,13 milhões de alunos inscritos, cerca de 390 mil são da rede municipal e 32,4 mil, de escolas particulares. Os 4,7 milhões restantes são da rede estadual de ensino.

Vale lembrar que as provas serão realizadas no horário das aulas. No Ensino Fundamental – de 3ª a 8ª séries – as provas terão questões das áreas biológica, exatas e língua portuguesa e uma redação. No Ensino Médio, terão questões e redação. Os alunos de 1ª e 2ª séries do fundamental deverão responder questões abertas, com exercícios de escrita.

O Saresp avalia todas as áreas do conhecimento, além da habilidade cognitiva de leitura e escrita. Através do sistema, é possível saber a qualidade do ensino oferecida em cada unidade de forma que a escola possa investir em mudanças de paradigmas, sempre focando no aperfeiçoamento do ensino.

O Saresp não é obrigatório, mas somente no ano passado, 93% dos estudantes do Estado compareceram às provas, o que equivale, em média, a mais de 4 milhões de estudantes. Esse percentual de presença é fruto de um trabalho de conscientização que as escolas fazem com os alunos de forma que, participando, eles estão contribuindo para qualificar e melhorar seu próprio ensino.

A Secretaria de Estado da Educação investe maciçamente em projetos de aperfeiçoamento das escolas e também dos professores. As classes de reforço, recuperação de ciclo e aceleração, são algumas iniciativas importantes utilizadas para inserir, no meio estudantil, a aplicação dos conceitos aprendidos nas disciplinas.

Paola Martins