sexta-feira, 11/10/2002
Últimas Notícias

Secretaria lança projeto de Sensibilização Musical nas escolas de Ensino Fundamental

O Projeto é uma parceria da Secretaria de Estado da Educação com a Associação Brasileira de Música – ABEMÚSICA Para desenvolver o trabalho de sensibilização musical nas escolas de Ensino Fundamental, a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e a Associação Brasileira de Música – ABEMÚSICA assinaram um Protocolo de Intenções, nesta sexta-feira, […]

O Projeto é uma parceria da Secretaria de Estado da Educação com a Associação Brasileira de Música – ABEMÚSICA

Para desenvolver o trabalho de sensibilização musical nas escolas de Ensino Fundamental, a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e a Associação Brasileira de Música – ABEMÚSICA assinaram um Protocolo de Intenções, nesta sexta-feira, dia 11 de outubro às 14horas, na Escola Estadual Carlos Gomes, em São Miguel Paulista, capital. Na ocasião, foram entregues 20.000 unidades do manual “Guia para Educação Musical em Escolas” para subsidiar os educadores. A Secretaria estima atender inicialmente, cerca de 500 escolas estaduais e aproximadamente 300 mil alunos.

O Guia levanta questões sobre a importância da música dentro da escola; oferece sugestões para utilização de instrumentos feitos com sucata; treinamento de ritmos, afinação e timbres e, ainda, letras musicais de coral. Sugestões para comemorar as datas festivas do calendário e trabalha a identidade cultural através do folclore. O Guia possui a discografia e a bibliografia de autores famosos que vão desde Mozart ao Rap.

O Projeto vai inserir fundamentos da Educação Musical nas escolas públicas estaduais de Ensino Fundamental, de 1º a 8º série, por meio da capacitação de professores. O curso de 8 horas é dividido em dois dias, promove o conhecimento sobre os hinos, folclore, música e danças miúdas (são danças pequenas do folclore brasileiro ). Ex: a dança “Cana Verde”, do chamado fandango brasileiro, foi trazida pelos portugueses incorporada pelos índios e até hoje é dançada em algumas tribos no Estado de São Paulo. É uma dança improvisada e pode ser feita tanto por crianças como por adultos. O “Chimarrete” é outro exemplo, é uma dança de influência negra, do período dos escravos e possui ritmos de batuque.

Para uma das Coordenadoras do Guia, profª Neide Rodrigues Gomes, a música é um instrumento de socialização e de cidadania. ” A música é um canal importante para a formação da criança para que ela tenha uma nova percepção do mundo”, conclui Neide.

A capacitação deve começar ainda este mês, poderão participar dois Assistentes Técnicos Pedagógicos (ATPs) por Diretoria e dois professores de 1º a 8º série das escolas de qualquer área do conhecimento que aderirem ao projeto. Não há necessidade de conhecimentos prévios de teoria musical.

Desde o final do mês de agosto, a ABEMÚSICA vêm realizando algumas capacitações nas escolas. Cerca de 600 professores já participaram do curso como Iara Donofre, professora das classes de recuperação de 4º série da Escola Estadual Alvino Bittencourt, no Tatuapé.

Desde a capacitação, a professora vem trabalhando com os alunos de 7 a 13 anos. ” Eu utilizo os instrumentos da escola para ensaiar os diversos ritmos. Os alunos estão bem entusiasmados. Eles estão vindo para a sala de aula mais motivados”, afirma a professora.

A Educação Musical pode ser aplicada na disciplina de Educação Artística, assim como em outras modalidades: artes plásticas, expressão corporal (teatro) e desenho. Porém, a atividade é igualmente importante às matérias de Matemática para desenvolver o raciocínio lógico; História para enfatizar o folclore e a Geografia como conhecimento da regionalização musical.

As Diretorias Regionais de Ensino aderem voluntariamente ao projeto e a intenção é ampliá-lo para as Diretorias da Grande São Paulo e interior.