Educação — Compromisso de São Paulo

Alunos ensino fundamental em pátio de escola

O programa Educação — Compromisso de São Paulo, anunciado pelo governador Geraldo Alckmin em 15 de outubro de 2011, norteia as ações da Secretaria voltadas à melhoria da Educação do Estado de São Paulo.

Entre seus objetivos principais, estão a valorização da carreira do magistério, buscando torná-la uma das mais procuradas pelos jovens. Além da valorização da carreira de professor, o programa tem como visão de futuro a Educação de São Paulo figurar entre as mais avançadas do mundo até 2030, com base nos dados mais recentes divulgados pelo Pisa, sigla em inglês para o Programa Internacional de Avaliação de Alunos.

O exame, que considera a média dos estudantes em língua portuguesa, matemática e ciências, é realizado desde 2000 e repetido a cada três anos. Na última edição, em 2009, o Brasil ficou na 55ª posição, de um total de 65 do ranking. Considerando apenas a média entre português e matemática, o Estado de São Paulo ocuparia o 53º lugar, com base em uma estimativa da proficiência média no Pisa a partir dos resultados do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica, do MEC).

PONTO DE PARTIDA

O programa não teria sido possível sem os investimentos expressivos realizados em gestões anteriores. O Estado pode agora dar esse passo graças à conquista de importantes desafios, como a universalização do Ensino Fundamental, o combate à evasão, a grande ampliação da oferta do Ensino Médio (que passou de 545 mil matrículas em 1985 para 1,512 milhão em 2010), a implementação de um novo currículo (com os programas Ler e Escrever e São Paulo Faz Escola), o desenvolvimento de materiais de apoio a professores e alunos, o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), a implantação da progressão por mérito e do bônus por desempenho e a criação da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores.

MOBILIZAÇÃO DA SOCIEDADE

Um dos pontos principais do programa é a mobilização da sociedade em prol da educação. A primeira iniciativa para alavancar esse envolvimento foi a mobilização e a participação de 185 mil pais de alunos em 1.934 escolas de todo o Estado, no dia 6 de novembro de 2011. Os familiares estiveram nas escolas que possuem o programa Escola da Família e contribuíram com 95 mil sugestões que já estão sendo utilizadas como subsídio para o programa.

“Convocamos a todos para esse compromisso coletivo, pois o engajamento da sociedade é essencial para atingirmos o nível de excelência desejado na rede de ensino estadual”, afirmou o secretário Herman Voorwald.

AÇÕES EM ANDAMENTO

•  Política Salarial

•  Plano de Carreira

•  Ampliação do Quadro de Servidores

•  Reestruração da Secretaria da Educação

Ensino Médio Técnico

Escolas Prioritárias

• Ensino Integral

Conheça os colaboradores e parceiros do programa

PRÓXIMAS INICIATIVAS
 

•  Avaliação da Aprendizagem em Processo


•  Ampliação do Programa Ler e Escrever