quarta-feira, 12/12/2007
Últimas Notícias

3,6 milhões de alunos receberão o Jornal São Paulo Faz Escola – 1ª edição da recuperação

Material irá oferecer apoio a alunos que participarão de recuperação intensiva em matemática e língua portuguesa A Secretaria de Estado da Educação já definiu o material que acompanhará o período de recuperação nos 42 dias iniciais do ano letivo em 2008. Cerca de 3,6 milhões de alunos do segundo ciclo do Ensino Fundamental (5ª a […]

Material irá oferecer apoio a alunos que participarão de recuperação intensiva em matemática e língua portuguesa

A Secretaria de Estado da Educação já definiu o material que acompanhará o período de recuperação nos 42 dias iniciais do ano letivo em 2008. Cerca de 3,6 milhões de alunos do segundo ciclo do Ensino Fundamental (5ª a 8ª série) e do Ensino Médio receberão o “Jornal São Paulo Faz Escola 1ª edição da Recuperação”.

No início do próximo ano letivo os alunos terão aulas com ênfase nas estruturas linguisticas e lógico-matemáticas. O objetivo da Secretaria é, claro, reforçar para toda a rede a competência de ler e escrever e dos conceitos fundamentais da matemática, conhecimentos considerados básicos para a aprendizagem de qualquer outro tema. “Alunos que não aprendem bem estas disciplinas não têm condições de aprender os outros conteúdos”, diz a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.

Com o Jornal, que já está sendo produzido, os alunos terão acompanhamento essencial para melhoria da aprendizadgem em todas as disciplinas. Ele está dividido como tradicionalmente os jornais brasileiros são, com cadernos e seções especiais em torno de propostas de atividades para os alunos. Além deste material, a Secretaria entregará uma publicação para cerca de 160 mil professores, em formato de revista para que os professores possam orientar-se na exploração das atividades propostas aos alunos em cada disciplina.

“O formato de jornal é importante para facilitar o aprendizado. Será interativo, com projeto gráfico voltado a atender as necessidades educacionais dos estudantes, o que o torna bastante agradável ao aluno, além de útil para consultas posteriores”, diz a secretária Maria Helena.

Os professores que irão aplicar a recuperação serão capacitados para fazerem o melhor uso do Jornal por intermédio da Rede do Saber, sistema de comunicação e informações multimídia que conecta, em tempo real, todas as 90 Diretorias de Ensino da Secretaria.

“Fizemos um estudo e vimos que é possível ter este período de recuperação, sem prejuízo para a nova proposta curricular que será implantada ainda este ano. A coordenadora do projeto de recuperação, professora Maria Inês Fini, explica que todas as disciplinas curriculares trabalharão para o desenvolvimento dessas competências básicas em seus contextos específicos. E, ainda, que as disciplinas foram divididas em dois grupos, sendo um deles o da Matemática, Ciências e Geografia e o outro o da Língua Portuguesa, Inglês, História, Educação Física e Artes. As estruturas trabalhadas em Matemáticas serão reforçadas em contextos específicos da Ciência e da Geografia o mesmo ocorrendo com mas demais disciplinas em relação à Língua Portuguesa.

De acordo com a professora este período intensivo servirá de “aquecimento para a implantação da nova proposta curricular e está inteiramente integrado à ela.”