terça-feira, 25/06/2019
Governo do Estado de São Paulo
Livros

4 dicas para montar um clube de leitura voltado ao vestibular

Veja dicas que podem te ajudar a intensificar os estudos

Com as férias chegando, a tarefa de ler os clássicos exigidos pelos principais vestibulares em São Paulo pode ser uma tarefa ingrata. Nem sempre pela dificuldade, mas sim pelo fato da leitura muitas vezes ser um hábito solitário, o que pode ser desestimulante.

É pensando em tornar esse ato tão importante em algo prazeroso e divertido que separamos seis dicas para estudantes da rede pública conseguirem organizar as leituras, seja para o vestibular ou não. “Clubes de leitura podem ajudar jovens que normalmente não gostam de ler a ter um apreço maior pela leitura e ajuda a trocar figurinhas sobre os livros pedidos nas reuniões”, explica Helio Ramos, professor da rede pública em São Paulo.

Confira:

Chame os amigos que gostam de ler

Pode ser o seu colega de sala ou escola, alguém da família ou aqueles amigos da sua rua. A regra é clara: basta ter gosto pela leitura. Para ter certeza de que escolheu o grupo certo, certifique-se de que eles estarão disponíveis para encontros regulares. “Ler com os amigos é muito mais divertido, porque um incentiva e outro e os estudantes podem trocar figurinhas”, explica a professora da rede pública Érica Miranda.

Defina a obra que será estudada por meio de uma votação

Com o grupo estruturado, faça uma lista de livros que podem ser estudados, de acordo com o motivo ao qual o clube é destinado, como por exemplo obras que figuram a lista de livros obrigatórios para o vestibular. Se for difícil chegar em um acordo, faça um sorteio para definir o livro da vez.

Escolha um local de leitura

Pode ser na sua casa, na casa de outro amigo ou mesmo na Sala de Leitura da sua escola. O importante é sempre ter um local definido que seja de fácil acesso para todos os integrantes, e para você mesmo. Estabelecer uma rotina de leitura é fundamental para cumprir suas metas e conseguir ler todos os exemplares.

Determine a duração do tempo do encontro

Experimente começar com uma hora de duração. O tempo poderá ser aumentado gradativamente, de acordo com o desenvolvimento do aprendizado e com a necessidade observada, mas tome cuidado para não realizar reuniões muito longas e cansativas, esse não é o objetivo.