terça-feira, 17/07/2012
Últimas Notícias

Aluno vence concurso de desenhos e ganha viagem ao México

Cleyton Pereira, de 11 anos, passou uma semana na Cidade do México e conheceu a cultura e a língua do país Com apenas 11 anos, o menino Cleyton Pereira dos Santos viveu uma grande experiência cultural no último mês. O jovem, que é aluno da E.E. México, na zona sul da capital, teve a oportunidade […]

Cleyton Pereira, de 11 anos, passou uma semana na Cidade do México e conheceu a cultura e a língua do país

Com apenas 11 anos, o menino Cleyton Pereira dos Santos viveu uma grande experiência cultural no último mês. O jovem, que é aluno da E.E. México, na zona sul da capital, teve a oportunidade de conhecer o país que dá nome à escola onde estuda.

Cleyton participou de um concurso de desenhos promovido pelo Consulado do México. O tema dos desenhos deveria ser a “Batalha de Puebla”, uma importante vitória mexicana sobre os exércitos franceses, ocorrida em 1862, e comemorada todos os anos no país em 5 de maio. A imagem de uma igreja, desenhada por Cleyton, ficará exposta na Cidade do México, na Secretaria de Relações Exteriores, ao lado de outros 35 desenhos selecionados em 18 países da América Latina.     

Além de ter sua obra exposta, o menino ganhou a viagem de uma semana para conhecer a capital mexicana. “A viagem foi incrível. Aprendi muito sobre a cultura do país e, também, sobre o jeito como os mexicanos falam”, conta Cleyton, referindo-se ao espanhol falado pelo povo. A língua, aliás, foi o principal desafio do jovem e de seu acompanhante, o professor Edvaldo Pinto Gabriel. “Nós éramos os únicos que falavam português, mas conseguimos nos comunicar bem”, garante.

O roteiro da excursão pelo país contou com visitas a parques, museus, universidades e às pirâmides de Teotihuacán, este último, o passeio que Cleyton afirmou ter gostado mais.

No entanto, ao falar da viagem, o que mais anima o garoto é relembrar o amigo chileno que fez durante a estadia no México. “Foi muito legal conhecer pessoas de outros países. Ele me ensinou o espanhol e eu ensinei para ele o português”, lembra. “Nós combinamos de nos adicionarmos no Facebook para mantermos contato sempre”, anima-se.