segunda-feira, 07/05/2012
Últimas Notícias

Projeto Gibi populariza aulas de basquete nas escolas estaduais

Estudantes da E.E. José Monteiro Boa Novam participam dos treinos do projeto-piloto Gibi, que pretende popularizar o basquete entre os jovens A aula começa com os movimentos básicos, troca de passes e treino com a bola. Depois do aquecimento, os estudantes gastam suas energias em uma partida de basquete. A aula “especial” acontece todas as […]

Estudantes da E.E. José Monteiro Boa Novam participam dos treinos do projeto-piloto Gibi, que pretende popularizar o basquete entre os jovens

A aula começa com os movimentos básicos, troca de passes e treino com a bola. Depois do aquecimento, os estudantes gastam suas energias em uma partida de basquete. A aula “especial” acontece todas as quartas-feiras, às 12 horas, na E.E José Monteiro Boa Nova, na zona oeste da capital. A escola é umas das participantes do projeto-piloto Grupo de Iniciação ao Basquetebol Infantil (Gibi) uma iniciativa da Secretaria da Educação e da Associação dos Veteranos de Basquete do Estado de São Paulo (Avebesp).

Um dos objetivos desta ação é tornar o esporte mais popular entre os jovens, meta que deve ser facilmente alcançada se depender da animação dos pequenos. “Nós aprendemos junto com os amigos e também podemos nos exercitar”, comenta Jordana Silva, que cursa o 6º ano. “Aprendemos a fazer os passes, a trabalhar em grupo e a jogar. Foi muito legal”, conta.

Para Bruna Oliveira, que é colega de Jordana na turma de basquete, o bem-estar é um dos principais benefícios dos treinos. “É importante para o desenvolvimento físico e para a nossa saúde”, garante. “Desta forma, ficamos menos tempo sentados em frente ao computador”, confessa a estudante.

Expansão

Na primeira etapa, o projeto Gibi alcançará mais de 100 estudantes das escolas estaduais Professor José Monteiro Boa Nova e Daniel Paulo Verano Pontes. Após a fase piloto, que termina no final de junho, a expectativa é ampliar a ação para outras 50 escolas.

“Nesse momento estamos reforçando essas turmas com capacitação, com material esportivo”, explica Maria Elisa Zacarias, membro da equipe de Educação Física da Secretaria. “Esse projeto é muito importante, pois o basquetebol no Brasil já foi um grande expoente, mas hoje não é tão praticado”, afirma.