quinta-feira, 13/02/2014
Boas Práticas

Em contato com a terra, alunos aprendem sobre sustentabilidade e preservação

Projeto “Semeando Saúde” busca ensinar desde cedo a importância da sustentabilidade e da preservação

Pensar na conservação dos recursos naturais do planeta não é só preocupação dos adultos. Na E.E. José do Amaral Mello, localizada na zona norte de São Paulo, além de participarem de trabalhos de conscientização a respeito da importância do meio ambiente, os estudantes colocam a mão na terra e aprendem, na prática, alguns cuidados que podem fazer toda diferença.

“Aprendi a cuidar, plantar e dividir as coisas com as pessoas, como o terráreo que fiz. Hoje, também, não deixo a torneira aberta, não jogo lixo na rua e tomo banho e escovo os dentes rápido”, conta o aluno Marcelo Silva de Almeida.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Questões como essas são trabalhadas pelo projeto “Semeando Saúde”, parceria da Educação com a Santa Casa de São Paulo. O objetivo é ensinar desde cedo os conceitos de sustentabilidade e preservação do ecossistema.

“Já trabalhamos esse tema na nossa grade curricular, mas com essa parceria os alunos colocam a mão na terra e vivenciam na prática a teoria dos livros. Discutimos água, lixo, coleta, hortas, preservação e tudo que diz respeito ao meio ambiente”, afirma uma das professoras da escola, Wilma Martins.

Todos os estudantes são orientados por uma equipe multidisciplinar, liderada por um biólogo. Os assuntos são tratados, inicialmente, por meio de uma cartilha com cinco módulos que abrange questões como resíduos e cultura de paz.

“É muito bonito ver como estão passando a tratar o meio ambiente. Nossa expectativa é que esse conhecimento seja repassado para as famílias e o alcance seja cada vez maior”, diz a gerente de uma das unidades de saúde da Organização Social de Saúde da Santa Casa de São Paulo, Salete Aparecida Ramos.