segunda-feira, 23/01/2017
Boas Práticas

Alunos autores: textos de estudantes da rede são convertidos em livros

Em obras autorais, jovens são convidados a relatar impressões sobre onde vivem e suas relações

Não é difícil encontrar na rede estadual de ensino alunos com o talento para a escrita. É quando a criatividade flui no papel que as folhas em branco dão lugar para lindas histórias e, então, assim nasce um livro, que pode ficar ainda melhor quando produzido em conjunto, como no caso dos alunos da DE Mogi e da E.E Parque Continental Gleba I, que partilham experiências do lugar onde vivem e a maneira como se relacionam com o meio em duas publicações. Conheça:

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

“Histórias e Memórias: o lugar onde vivo”

O município de Mogi das Cruzes foi a inspiração para que os alunos da DE Mogi produzissem uma coletânea de lembranças e sentimentos. “Histórias e memórias – o lugar onde vivo”, de publicação independente produzida ao longo do ano letivo de 2016, reúne 247 textos de alunos das escolas da Diretoria. A capa ganhou arte do aluno Brandon Luan da Silva e as ilustrações ficaram a critério da professora Eliana Dias do Prado Almeida.

– Clique aqui e leia o livro na íntegra

“Foi uma satisfação enorme poder publicar esse livro, mas o mais importante de tudo foi o processo de produção. Ver todos se esforçando para fazer o projeto acontecer é uma sensação única”, disse o diretor do núcleo pedagógico, Mickael Nunes dos Santos.

Para a dirigente regional de ensino, Rosania Morales Morroni, a sensação é de dever cumprido. “Estimular os alunos a serem cidadãos, ao ponto de olhar sua cidade, sua rua, seu bairro e refletir sobre a sua atitude, criar um espírito critico e ampliar a visão do mundo, é o papel de todos os educadores e nós ficamos muito felizes com isso”, disse.

De acordo com o diretor, o projeto usou como base os materiais pedagógicos do Programa Olimpíada de Língua Portuguesa e a iniciativa proporcionou incentivar práticas de leitura e escrita nos contextos escolares, além de estimular a participação do aluno para o desenvolvimento das competências leitora e escritora.

 “Manifestus – o que me habita”

Coletivo de poesias dos alunos da E.E Parque Continental Gleba I, de Guarulhos, a obra, em versos, aborda as relações dos jovens e inspira o protagonismo juvenil. O repertório de vida dos alunos e o ambiente em que estão inseridos repercutem no contexto da obra.

De 2016, a obra foi publicada pela Editora Amiga, com 200 exemplares. Cerca de 150 alunos estiveram envolvidos da criação do livro. “É incrível ver a repercussão da atividade. Hoje, os alunos me procuram porque querem ser escritores e o mais importante é isso, inspirar sonhos ao coração deles”, disse o professor Tiago Ortaert, organizador da obra.

#doc[1207]#