segunda-feira, 26/01/2015
Boas Práticas

Alunos da rede fazem releitura fotográfica no estilo ‘selfie’ de obras de artistas consagrados

A escola desafiou os estudantes e o trabalho virou exposição aberta ao público no interior paulista

Tarsila do Amaral, Auguste Rodin, Edvard Munch, Candido Portinari, Michelangelo e Gustav Vigeland, tiveram suas obras revisitadas pelos alunos da Escola do Novo Modelo de Tempo José Levy, em Cordeirópolis.

A unidade utilizou “Fotografia e Divulgação” como disciplina eletiva para realizar a releitura fotográfica, no estilo “selfie” de quadros e esculturas de pintores e escultores consagrados.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

O resultado do trabalho desenvolvido durante o ano letivo de 2014 é uma exposição, aberta ao público, na sede da Diretoria de Ensino de Limeira até o final de janeiro. Os estudantes tiveram aulas teóricas e, no total, são 50 fotos com diferentes temas.

Os idealizadores do projeto, que contou com a participação efetiva de todos os alunos inscritos, foram a professora de Arte, Vanessa Bianchi e o professor de Educação Física, Felisberto Colangelo. Eles também foram responsáveis pelo acompanhamento dos estudantes nas atividades fotográficas fora da escola.

“O trabalho cumpriu o objetivo de estimular os alunos e também despertar o interesse artístico da comunidade escolar. Valorizar a cultura também é um dos nossos compromissos, já que as escolas estaduais focam na formação integral dos estudantes”, afirma o dirigente regional de ensino de Limeira, José Roberto Varussa.

Novo Modelo de Tempo Integral

Em 2015 o programa do Novo Modelo de Tempo Integral conta 257 escolas em todo Estado. Ao todo 80 mil alunos são atendidos nas escolas que têm jornada média de oito horas e meia, incluindo três refeições diárias. A metodologia de ensino oferece disciplinas regulares e eletivas que inovaram ao colocar no currículo a elaboração de um projeto de vida individual.