sexta-feira, 05/11/2010
Últimas Notícias

Alunos da rede estadual serão Jovens Embaixadores

Quatro alunos da rede estadual paulista, sendo um da Capital e três do Interior, foram selecionados pelo Programa Jovens Embaixadores e viajarão a Washington para um intercâmbio de três semanas; Este ano, mais de seis mil jovens entre 15 e 18 anos de idade se inscreveram no Programa, que é promovido pela Embaixada dos Estados […]

Quatro alunos da rede estadual paulista, sendo um da Capital e três do Interior, foram selecionados pelo Programa Jovens Embaixadores e viajarão a Washington para um intercâmbio de três semanas;

Este ano, mais de seis mil jovens entre 15 e 18 anos de idade se inscreveram no Programa, que é promovido pela Embaixada dos Estados Unidos e voltado a estudantes de escolas públicas de todo o País

 Quatro estudantes da rede estadual paulista, sendo um da Capital e três do Interior, estão entre os 35 selecionados pelo Programa Jovens Embaixadores que participarão de um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos no início de 2011. Patrocinado pela Embaixada dos Estados Unidos, com apoio dos setores público e privado de ambos os países, o programa seleciona alunos da rede pública brasileira que são exemplos em sua comunidade. “Estes alunos são exemplos não só para o Estado, mas também para todo País. Por isso foram escolhidos para essa rica experiência proporcionada pelo programa da Embaixada Americana”, declarou o secretário de Estado da Educação, Paulo Renato Souza.

Os alunos paulistas selecionados pelo Programa são: Alan Dantas Silva, da Escola Estadual Lionar Freitas Camara, em Hortolândia; Alexandre Monçale Neto, da Escola Estadual Julieta Guedes de Mendonça, de Dracena; Gabriela Cristina Benevides Tom, da Escola Estadual Dr. Francisco Brasiliense Fusco, na Capital; e Natanael dos Santos Pereira, da Escola Estadual Profª Ana Maria Junqueira, em Franca.

Este ano, mais de seis mil estudantes entre 15 e 18 anos de idade se inscreveram no Programa. Para a seleção, foram considerados quesitos como desempenho escolar, engajamento em atividades de responsabilidade social e de voluntariado há pelo menos um ano, boa fluência oral em inglês, iniciativa, facilidade de comunicação, flexibilidade e facilidade de adaptação a realidades e culturas diferentes. Bom relacionamento familiar, na escola e na comunidade também foram levados em conta. Estudar na rede pública e comprovar baixa renda familiar também foram requisitos para participação.

Os selecionados passarão uma semana na capital americana, Washington, onde participarão de reuniões com autoridades e farão visitas a monumentos históricos, museus e outras organizações. Nas duas semanas seguintes, o grupo será dividido e cada subgrupo viajará para um estado norte-americano (Carolina do Norte, Washington, Montana, Oklahoma e Ohio) para conviver com uma família nativa, que os hospedará voluntariamente. Eles também irão frequentar aulas em uma escola de ensino médio (“high-school”) onde, além de conhecer o dia-a-dia do jovem estudante americano, terão a oportunidade de fazer apresentações sobre o Brasil e desenvolver um plano de ação para o fortalecimento do seu projeto de voluntariado no Brasil.