quinta-feira, 09/05/2019
Boas Práticas

Alunos da rede estadual visitam Rede Lucy Montoro no Maio Amarelo

Dinâmica aconteceu na Rede de Reabilitação Lucy Montoro, em São Paulo

O movimento Maio Amarelo acontece ao longo do mês com a proposta de chamar atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito no mundo todo. Na rede pública de São Paulo, algumas ações visaram conscientizar alunos sobre o tema e propor ações construtivas sobre direção consciência.

Os estudantes de duas escolas estaduais, a Miss Browne e Anhanguera, visitaram nesta quarta (08) a Rede de Reabilitação Lucy Montoro, localizada na Lapa, em São Paulo. Os jovens participaram de games interativos e debates para alertar sobre as consequências dos acidentes de trânsito e os efeitos do consumo de álcool e drogas.

As ações também contaram com vivências. Os estudantes foram convidados a sentir situações sob a ótica de uma pessoa com deficiência, como se ocomover com uma cadeira de rodas em uma rampa até experimentar modalidades do esporte adaptado, como vôlei sentado, basquete em cadeira de rodas e tênis de mesa.

Para o secretário da educação Rossieli Soares, ações como essa são fundamentais porque levam a vida cotidiana para dentro da escola e ajudam a construir uma formação mais humana. “Estamos trazendo um projeto de vida para dentro das escolas e o foco no desenvolvimento de habilidades sócio-emocionais dentro da formação. Isso se faz com pesquisa, com a educação indo pra área da saúde, com ciência e com clareza no que queremos”, pondera.

O evento também teve um depoimento de um paciente jovem vítima de acidente de trânsito que, além de contar a sua história, também abordou temas como a inclusão dos portadores de deficiência na sociedade.

Haroldo Rocha, secretário executivo da educação, explica que essas visitas são fundamentais para o estudante atual. “A juventude hoje é inquieta, quer fazer coisas, sabe lidar com informação. Hoje o ensino é feito na conversa e na união, com ações como essa”, explica.

A Rede Lucy Montoro oferece tratamento de reabilitação para pacientes com deficiência física. Para o Maio Amarelo, todas as escolas da rede estadual estarão focadas em promover atividades de educação para o trânsito.