quarta-feira, 08/08/2018
Ensino Fundamental

Alunos da rede participam de Olimpíada mundial de matemática

A segunda edição da 'BRICSMATH.COM' acontece entre os dias 10 e 30 de setembro através de plataforma interativa educacional

Países emergentes conquistam cada vez mais espaço no cenário mundial. Por isso, é importante que se estabeleça vínculos políticos e econômicos entre eles que estejam voltados para o desenvolvimento. O bloco dos BRICS, por exemplo, se tornou referência pelas relações bilaterais e, sobretudo, pelo benefício mútuo.

Atualmente, o grupo composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul vai além desse aspecto diplomático. O incentivo à educação de crianças e jovens também faz parte do compromisso entre as nações.

Pensando nisso, foi criada uma olímpiada entre as crianças do bloco para mensurar o aprendizado de Matemática em cada país. Através da II BRICSMATH.COM, alunos do Ensino Fundamental – Anos Iniciais realizam uma prova on-line com diversos desafios da disciplina.

Para fazer os testes, os pequenos contam com uma plataforma interativa educacional, a Dragonlearn, criada com o intuito de facilitar o ensino de matemática. A competição é apenas uma forma de qualificar o aprendizado dessas crianças, que também podem acessar o sistema ao longo do ano.

“Estamos com mais de 240 mil alunos no país e cerca de 3 milhões no mundo. Nós disponibilizamos mais de 9 mil exercícios de matemática em formato de game de acordo com a grade e a língua de cada país”, explica o diretor da plataforma no Brasil, Frederico Faria.

Parceria com São Paulo

A plataforma interativa já está disponível para milhares de alunos da rede de ensino paulista. Por meio de uma parceria com o Governo do Estado, muitas escolas têm acesso ao sistema para complementar as atividades vistas em sala de aula.

Cada professor cadastra suas turmas e emite login e senha tanto para o aluno quanto para os pais, que também podem acompanhar os exercícios. Na escola ou em casa, as crianças podem realizar diversos testes de matemática com abordagens multidisciplinares. A escola recebe o feedback da plataforma, apontando quais estudantes mais participaram e quais mais pontuaram.

“Essa parceria com a Secretaria de Estado da Educação funciona como uma via de mão dupla, onde todo mundo ganha. Oferecemos a plataforma sem custo nenhum e os alunos da rede podem realizar 20 exercícios por dia”, afirma o diretor. Segundo ele, a metodologia melhora em até 40% o ensino da matemática.

“A plataforma é tão empolgante que eles estão deixando de lado o videogame”, completa a dirigente regional de ensino Centro-Oeste, Oneida Fioriti.

Abertura simbólica

A segunda edição da BRICSMATH.COM começou simbolicamente no país nesta quarta-feira (08). A cerimônia aconteceu na E.E. Alfredo Paulino, localizada na zona Oeste da capital paulista. Nesta primeira fase, os alunos de todos os países envolvidos farão uma navegação teste na plataforma até o próximo dia 09 de setembro.

A competição acontece efetivamente entre os dias 10 setembro e 30 outubro. A partir de então, eles terão 60 minutos para realizar as atividades que também funcionam em formato de game. Quando iniciada, a prova irá contabilizar as notas dos alunos de cada país.

“Tivemos a honra de sediar pela segunda vez esse evento. Me sinto entusiasmada em participar, porque é uma das possibilidades que nós temos de prosperar o ensino da matemática”, comenta a diretora da escola, Rosângela Yarshell.

A professora de inglês e colaborativa dos 3º e 5º anos da unidade, Margareth Bittencourt, também ressalta a importância desse sistema, sobretudo, pelo fato de todos os docentes poderem acessá-lo. “A matemática está em tudo e a plataforma abrange diversas disciplinas”, conta.