quinta-feira, 18/09/2008
Últimas Notícias

Alunos de escola estadual encontram pessoas “desaparecidas”

Projeto une técnicas de redação à solidariedade em escola de Ribeirão Preto Unir solidariedade e aprendizagem. Cerca de 100 estudantes da escola estadual Walter Ferreira, em Ribeirão Preto, têm colocado em prática esta premissa com projeto para unir familiares que há anos não se vêem. A idéia é simples: por intermédio de cartas, os alunos […]

Projeto une técnicas de redação à solidariedade em escola de Ribeirão Preto

Unir solidariedade e aprendizagem. Cerca de 100 estudantes da escola estadual Walter Ferreira, em Ribeirão Preto, têm colocado em prática esta premissa com projeto para unir familiares que há anos não se vêem. A idéia é simples: por intermédio de cartas, os alunos entram em contato com cidades distantes e procuram familiares que há anos estão distantes de moradores de Ribeirão.

Chamado de Projeto Solidariedade, a iniciativa nasceu com a professora de língua portuguesa, Sandra Cristina Camargo. Desde agosto, quando o projeto começou, três pessoas já foram encontradas e puderam reencontrar seus parentes. Cerca de 300 cartas foram escritas pelos estudantes.

“Dou aula de alfabetização para jovens e adultos. Muitas destas pessoas reclamavam estar há anos sem contato com parentes. Por outro lado, com meus outros alunos (7ª e 8ª da escola estadual) resolvi incentivar a escrita, a redação, com cartas para encontrar estes desaparecidos”, afirma a professora Sandra.

O envolvimento com o aspecto solidário do projeto levou o grupo a criar um blog na internet para postar informações sobre pessoas desaparecidas. “O método é simples. Coletamos informações básicas sobre as pessoas a serem encontradas, o que os parentes lembram. Enviamos cartas para as cidades que os ‘desaparecidos’ podem estar, até mesmo em outros Estados. O resultado tem sido animador”, diz Sandra.

O próximo passo do projeto é aproximar as pessoas envolvidas com as cartas. Os ‘alunos escritores’ vão conhecer as pessoas que ajudaram a encontrar.