sexta-feira, 29/09/2006
Últimas Notícias

Alunos de Escolas Estaduais participam de premiação da etapa regional do Escrevendo o Futuro

Dos 1.503 textos recebidos de escolas paulistas, 27 foram selecionados para essa etapa, e 15 são da rede estadual “O lugar onde vivo”. Este é o tema do prêmio Escrevendo o Futuro 2006, que este ano chega à terceira edição. Criado pela Fundação Itaú Social, tem como objetivo estimular o desenvolvimento de competências para a […]

Dos 1.503 textos recebidos de escolas paulistas, 27 foram selecionados para essa etapa, e 15 são da rede estadual

“O lugar onde vivo”. Este é o tema do prêmio Escrevendo o Futuro 2006, que este ano chega à terceira edição. Criado pela Fundação Itaú Social, tem como objetivo estimular o desenvolvimento de competências para a escrita e o exercício da cidadania. A cerimônia de premiação da etapa regional será realizada nesta sexta-feira, dia 29, às 18h30, na sede do Instituto Itaú Cultural, na Avenida nº 149. O evento terá a presença de Antonio Matias, vice-presidente da Fundação Itaú Social; Maria do Carmo Brant de Carvalho, coordenadora geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec); Lúcia Araújo, gerente geral do Canal Futura; Alexandre Alves Schneider, secretário Municipal de Educação, e demais convidados.

São Paulo

O prêmio, que engloba os gêneros Artigo de Opinião, Memórias e Poesia, é voltado para alunos de 4ª e 5ª séries do ensino fundamental de todo o País. A comissão estadual de São Paulo foi a primeira a realizar a seleção dos semifinalistas do prêmio. Foram ao todo 2.984 escolas municipais e estaduais inscritas, envolvendo 7.629 professores. Dos 1.503 textos recebidos de escolas paulistas, 27 foram selecionados para essa etapa: 15 são da rede estadual.

Os prêmios da etapa estadual

Os alunos receberão uma coleção de livros com cinco títulos, e os professores, um exemplar. Além disso, os participantes das oficinas regionais farão um passeio por São Paulo. Já o s três primeiros colocados (alunos e professores) nas categorias Artigo de Opinião, Memórias e Poesia ganharão um microsystem e um CD educativo.

Os professores e alunos semifinalistas também serão convidados a participar de oficinas regionais para promover a troca de experiências. Eles irão refazer os textos para participar da próxima etapa do prêmio. E em cada oficina regional, o professor que melhor retratar as experiências vividas nas oficinas realizadas dentro das escolas receberá um DVD player e um DVD educativo.

Desafio continua

O primeiro colocado de cada gênero continuará no concurso até a etapa final, que deve se estender até dia 13 de novembro. A premiação final ocorrerá no começo de dezembro.

Mais sobre o prêmio Escrevendo o Futuro

Criado em 2002, o prêmio entregue apenas nos anos pares faz parte do Programa Escrevendo o Futuro. Conta com a parceria da Undime e da TV Futura, com o apoio do MEC (Ministério da Educação) e do Consed (Conselho Nacional dos Secretários da Educação) e é coordenado pelo Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação Cultura e Ação Comunitária).

Além da premiação, a meta é contribuir com a formação de professores. Este ano, em todo o Brasil, o número de participantes chegou a 15.461 escolas, 33.449 professores e cerca de um milhão e seiscentos mil alunos.

É dividido em quatro etapas: local (seleção de um texto por escola); estadual (seleção de 180 a 185 semifinalistas); regional (seleção de até 63 textos, sendo que o primeiro colocado em cada um dos gêneros de cada cidade pólo é considerado finalista); e final (seleção dos três grandes vencedores nacionais).

Os três alunos vencedores do prêmio receberão bolsa de estudos para cursar o ensino superior no valor máximo de R$ 30 mil. Já os professores dos alunos ganhadores receberão bolsa para custear cursos extracurriculares no valor máximo de R$ 3 mil.