segunda-feira, 14/02/2011
Últimas Notícias

3,4 mil alunos iniciam estágio no Acessa Escola

Estudantes começam curso de capacitação nesta terça-feira  (15/02) para ingressar nas salas de informática no dia 21 deste mês; Em 2011, a Secretaria estima que 10.700 estagiários de todo o  Estado participem do programa Na próxima terça-feira (15/2), inicia o estágio no Programa Acessa Escola da Secretaria de Estado da Educação para 3.400 mil estudantes […]

Estudantes começam curso de capacitação nesta terça-feira  (15/02) para ingressar nas salas de informática no dia 21 deste mês;

Em 2011, a Secretaria estima que 10.700 estagiários de todo o  Estado participem do programa

Na próxima terça-feira (15/2), inicia o estágio no Programa Acessa Escola da Secretaria de Estado da Educação para 3.400 mil estudantes da rede estadual de ensino. A primeira semana será reservada para capacitação nas diretorias de ensino e no dia 21, os alunos começam a atuar nas salas de informáticas das unidades escolares.

Os estudantes estão matriculados em turmas do 1º e 2º anos do Ensino Médio de 1.885 escolas pertencentes a 84 Diretorias de Ensino da Capital, Grande São Paulo, Litoral e Interior (confira lista abaixo). Os novos estagiários irão substituir os alunos que em 2010 se formaram no 3º ano do Ensino Médio e concluíram seu estágio. Neste ano, estima-se que haja participação de 10.700 estudantes nos estágios que serão oferecidos em 3.213 escolas de todo o Estado.

O contrato de estágio será de no mínimo seis meses e no máximo 12 meses, podendo ser prorrogado apenas uma vez por até 24 meses. Os estagiários serão responsáveis pelo atendimento aos usuários (alunos, professores e funcionários) nas salas de informática, que permanecem abertas o dia todo.

A carga horária de trabalho é de quatro horas diárias, nos períodos da manhã, tarde e noite. Além de capacitação, o programa oferece bolsa-auxílio no valor de R$ 340 mensais e auxílio-transporte. Todos os estagiários serão supervisionados por assistentes técnico-pedagógicos das Diretorias de Ensino.

 

Para atuar no programa, os estudantes devem se inscrever no processo seletivo, que consiste em uma prova de conhecimentos gerais, língua portuguesa, matemática, informática e internet. As inscrições são abertas pelas diretorias de ensino conforme a demanda. 

 

Número de novos estagiários por DE

  ADAMANTINA 58
  AMERICANA 76
  ANDRADINA 29
  APIAÍ 46
  ARAÇATUBA 16
  ARARAQUARA 33
  ASSIS 46
  AVARÉ 27
  BARRETOS 30
  BAURU 32
  BIRIGUI 18
  BRAGANÇA PAULISTA 27
  CAIEIRAS 36
  CAPIVARI 29
  CARAGUATATUBA 15
  CARAPICUIBA 28
  CATANDUVA 28
  DIAMA 8
  FERNANDÓPOLIS 36
  FRANCA 44
  GUARATINGUETÁ 85
  ITAPETININGA 75
  ITAPEVA 50
  ITAPEVI 25
  ITARARÉ 30
  ITU 69
  JABOTICABAL 34
  JACAREI 80
  JALES 37
  JAU 44
  JOSÉ BONIFÁCIO 37
  JUNDIAÍ 49
  LIMEIRA 53
  LINS 26
  MARÍLIA 21
  MAUÁ 28
  MIRACATU 34
  MIRANTE DO PARANAPANEMA 41
  MOGI DAS CRUZES 37
  MOGI MIRIM 66
  OSASCO 44
  OURINHOS 50
  PENÁPOLIS 24
  PINDAMONHANGABA 15
  PIRACICABA 40
  PIRAJU 20
  PIRASSUNUNGA 54
  PRESINTE PRUNTE 53
  REGISTRO 40
  RIBEIRÃO PRETO 45
  SANTO ANASTÁCIO 30
  SANTOS 36
  SÃO BERNARDO DO CAMPO 48
  SÃO CARLOS 21
  SÃO JOÃO DA BOA VIST 73
  SÃO JOAQUIM DA BARRA 22
  SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 51
  SÃO JOSÉ DOS CAMPO 43
  SÃO ROQUE 47
  SÃO VICENTE 78
  SERTÃOZINHO 25
  SOROCABA 43
  SUMARÉ 26
  SUZANO 39
  TAQUARITINGA 29
  TAUBATÉ 40
  TUPÃ 36
  VOTORANTIM 46
  VOTUPORANGA 37
CAMPINAS LESTE 19
CAMPINAS OESTE 36
CENTRO 12
CENTRO OESTE 19
CENTRO SUL 7
GUARULHOS NORTE 71
GUARULHOS SUL 88
LESTE 1 17
LESTE 2 70
LESTE 3 47
LESTE 4 45
LESTE 5 30
NORTE 2 2
SUL 2 111
SUL 3 82
Total geral 3394

 

Sobre o Programa Acessa Escola

Criado em 2008 pela Secretaria de Estado da Educação, o Programa Acessa Escola é um dos maiores projetos de inclusão digital do Estado, que transforma as salas de informática das escolas da rede pública estadual em espaços de acesso livre à internet. O Acessa Escola prevê, preferencialmente, o atendimento às escolas de Ensino Médio. A implantação obedece a um cronograma gradativo, levando em consideração critérios como: regiões com maior índice de vulnerabilidade social, condições físicas da sala de informática, tipo de link disponível, entre outros.

  Inicialmente foi implantado em unidades da capital, depois na Grande São Paulo e Interior. Em 2010, o Programa chegou a 3.213 escolas, totalizando um investimento de R$ 75,8 milhões para manutenção do projeto e ampliação da capacidade de atendimento. Desde 2008, o projeto já contabiliza mais de 11,5 milhões de atendimentos.