segunda-feira, 21/02/2005
Últimas Notícias

Araçatuba está 100% plugada

A Diretoria de Ensino de Araçatuba alcançou o índice de 100% de escolas com projetos em desenvolvimento nas salas ambiente de informática (SAI). Porém, a principal conquista dessa equipe é que o ensino nessas escolas teve um salto de qualidade que transformou a rotina da comunidade. Segundo dados da Diretoria, 65% das escolas desenvolveram atividades […]

A Diretoria de Ensino de Araçatuba alcançou o índice de 100% de escolas com projetos em desenvolvimento nas salas ambiente de informática (SAI). Porém, a principal conquista dessa equipe é que o ensino nessas escolas teve um salto de qualidade que transformou a rotina da comunidade.

Segundo dados da Diretoria, 65% das escolas desenvolveram atividades e projetos tendo como principal ferramenta o uso de computadores. A metodologia e os softwares foram criados pela própria Secretaria por meio da Gerência de Informática Pedagógica (GIP): o programa “Aluno Monitor”, no qual alunos são treinados para oferecer suporte aos usuários da SAI; “EDUCAREDE/TELEFÔNICA – As coisas boas da minha terra”, em que estudantes são estimulados a estudar as vantagens de sua cidade; “Gestão Escolar e TICs”, destinado a diretores, vice-diretores e coordenadores; “Trilha de Letras” e “Números em Ação”, direcionados respectivamente ao reforço escolar da leitura e estudo de cálculos matemáticos para alunos de 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental.

A EE Prof. José Arantes Terra está entre as que tiveram melhor aproveitamento do instrumental oferecido pela GIP. A diretora Andréa Alves da Silva Soares participa do programa Bolsa-Mestrado, como mestranda em Novas Tecnologias pela UNESP (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), e assumiu a escola em 2003, ano em que desenvolveu seu próprio projeto de monitoria de alunos na SAI. No ano seguinte, quando o projeto Aluno Monitor foi implantado pela SEE, seus alunos já tinham experiência prática, mas ainda assim foram enviados para treinamento na DE, de onde trouxeram conhecimentos que foram compartilhados com professores e colegas.

Os professores foram estimulados a “utilizar o recurso tecnológico articulado com o conteúdo de cada disciplina”, segundo a diretora. Dentre os docentes, Andréa destaca a colaboração da professora Mirian Deyse Rodrigues, que atuou na informatização do projeto “Tá Na Roda”. Os alunos monitores além de auxiliar os professores durante as aulas na SAI, também orientam os colegas nos períodos em que a sala está livre. Assim, os alunos podem fazer lá seus trabalhos escolares e utilizar a internet durante os três turnos.

A maior preocupação de Andréa no momento é permitir o acesso de toda comunidade à informática, por isso aos finais de semana a SAI é utilizada durante o Escola da Família. São os próprios educadores universitários que dão as aulas dos cursos de informática básica, que conta didática específica para os três públicos atendidos pela escola: crianças, jovens e adultos.

O trabalho de informática da EE José Arantes Terra, e de outras escolas da rede, pode ser conhecido através do site Pátio Paulista (www.patiopaulista.sp.gov.br) – clicar no link Aluno Monitor.

Aline Viana