sexta-feira, 31/05/2019
Cultura é Currículo

Bullying é tema de oficina interativa com estudantes de São José dos Campos

Estudantes compartilharam experiências com mediadora da rede pública

O que é bullying e como ele pode ser evitado na escola? Esse foi o principal tema da oficina “Bullying, Preconceito e intolerância: possíveis mediações”, que aconteceu no dia 22 de maio em São José dos Campos. Direcionada para alunos da rede pública na cidade, o encontro teve a presença de 13 grêmios estudantis.

A atividade promoveu a troca de experiências com alunos da Escola Estadual Sônia Maria, localizada na região. A conversa teve relatos de como as vidas foram impactadas pelo bullying em suas mais diversas maneiras. “Eu tive um pouco de dificuldade de me assumir para minha família e para meus amigos, porque sentia que o preconceito estava nas pequenas falas, nos pequenos olhares. Isso também é bullying”, relata Bruno, estudante da Escola Estadual Sônia Maria.

Com a presença de mediadores, o encontro debateu o enfrentamento do bullying nas escolas. Para Luís, da Escola Estadual Sônia Maria, a questão é mais profunda e se trata de falta de educação básica. Eu sento na frente da sala e estou acima do peso. Sempre sofri muito bullying, e “Penso não é porque eu sofri bullying que posso fazer isso com alguém. Bullying é falta de educação, seja com quem for”, explica.

Um dos principais pontos foi a discussão do que é ou não é bullying. É considerado bullying a prática de atos violentos, intencionais e repetidos, contra uma pessoa indefesa, que podem causar danos físicos e psicológicos às vítimas.

Para a mediadora Marília Santana, da Escola Estadual Sônia Maria, a origem do comportamento é complexa.”São diversos fatores que levam uma pessoa a praticar bullying. Não é só não estar dentro de um padrão. A ideia desse encontro é que vocês possam aprender um pouco mais sobre a prática e levem esse aprendizado para a escola”, explica. Luis, aluno da mesma unidade, concorda. “Muitas vezes o bullying acontece porque há a divisão de grupos. O mais influente acha que manda em tudo, mas normalmente ele já sofreu bullying em alguma vez na vida”

A palestra fez parte de um ciclo de formação para os grêmios estudantis, que aconteceu durante o 2º Encontrão de Grêmios Estudantis de São José dos Campos, que reuniu mais de 1.000 estudantes da rede pública de São José dos Campos no Centro de Formação do Educador (CEFE), no bairro de Santana.