quarta-feira, 17/04/2013
Educação Especial

CAPE inicia curso de educação especial para profissionais que vão atuar em polos regionais

Curso abordará temas recorrentes na futura rotina de trabalho dentro da Educação

Até essa sexta-feira (19), profissionais da saúde e de segmentos administrativos estarão no curso “Educação Especial na Perspectiva Inclusiva” oferecido pelo Centro de Apoio Pedagógico Especializado (CAPE).

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

No total, 25 pessoas participam da formação. Entre os presentes estão psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e  auxiliares administrativos que vão atuar nos novos polos dos CAPEs regionais nas cidades de Franca, Itaquaquecetuba, São Bernardo do Campo, Sorocaba e Campinas Oeste, após as respectivas inaugurações.

O curso tem carga total de 40 horas. As políticas públicas em educação especial foram abordadas nas primeiras aulas. Entre os assuntos apresentados ainda estarão transtornos do espectro autista, superdotação, transtornos funcionais específicos, surdocegueira, classe hospitalar, a importância da família no processo educacional, deficiência intelectual, visual, física e auditiva.

“Esta formação é o primeiro passo para  o sucesso dos profissionais que atuarão juntamente com as  equipes de educação especial das Diretorias de Ensino”, diz a integrante equipe técnica do CAPE, Regina Célia Cirillo da Silva Pinto.