sexta-feira, 01/03/2019
Ensino Fundamental

#Carnaval: escolas da rede realizam atividades pedagógicas

Confecção de máscaras com materiais recicláveis, desfiles e trabalhos de pesquisa são algumas das atividades

Escolas da rede estadual estão aproveitando o carnaval, a maior festa popular do Brasil, para realizar atividades pedagógicas com os alunos.

Nas escolas Arthur Guimarães e Marina Cintra, localizadas no Centro de São Paulo, os estudantes vão desfilar com fantasias confeccionadas por eles e inspiradas nos personagens do Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato, na Praça Rotary. Os participantes também vão levar bonecos gigantes de Emília, Narizinho, Pedrinho e companhia.

Já a escola República da Bolívia está desenvolvendo um trabalho de pesquisa intitulado “Origem do Carnaval”, que proporciona aos alunos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura brasileira e sua história.

Os alunos estão realizando atividades pedagógicas de leitura e ortografia com as marchinhas de Carnaval e irão confeccionar máscaras venezianas e adereços carnavalescos com materiais reciclados. Ainda hoje vai acontecer um baile de Carnaval que acontecerá no pátio da escola.

A história do pintor Di Cavalcanti será tema do carnaval na escola Brasílio Machado, na Vila Madalena. Os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental criaram o samba-enredo após pesquisa sobre a vida e obra do pintor. Também confeccionaram os carros alegóricos para o desfile que será realizado na unidade escolar.

Na escola Érico de Abreu Sodré, na Chácara Inglesa, os alunos realizam o tradicional Bloco do Galo João. Os alunos preparam as suas próprias fantasias e desfilam no entorno da unidade de ensino.  “Eles confeccionaram os instrumentos musicais com sucata, fizemos a bateria. Tudo é trabalhado no conteúdo pedagógico”, explica o vice-diretor José Manuel Almeida Braz,

Pelo Interior de SP

Cerca de 300 alunos da escola Oscar Salgado Bueno, em São José do Rio Preto, confeccionam máscaras de carnaval e customizam camisetas nesta sexta na própria escola. A iniciativa é das professoras de Matemática e Artes que uniram os projetos pedagógicos para resgatar a cultura popular brasileira, estimular a criatividade e raciocínio dos estudantes.

A professora de Artes Maria Regina Caixeta Dias diz que tem acompanhado trabalhos escolares com muita ênfase ao ‘Halloween’, que não faz parte da cultura nacional, enquanto o Carnaval tem sido deixado de lado. “O Carnaval faz parte da cultura popular brasileira e a ideia é incentivar, resgatar e valorizar o que é genuíno do Brasil”, afirma.

Durante as oficinas, a professora de Matemática Vanessa Cesário irá trabalhar as proporções, quantidade de material a ser usado e qual a melhor forma de distribuir os adornos para a confecção das máscaras e camisetas. Para incentivar os alunos, uma banca de professores fará parte de uma comissão que avaliará os trabalhos e premiará os alunos com brindes simbólicos. Cada estudante levará a própria camiseta e tinta para tecido, assim como poderão enfeitar os cabelos.