segunda-feira, 19/05/2014
Sociedade

Cinco mil estudantes são atendidos em consultas gratuitas com oftalmologistas

Crianças participaram, no último final de semana, do mutirão do programa Visão do Futuro

Mais de cinco mil alunos de escolas estaduais passaram por exames oftalmológicos em instituições de saúde da capital paulista no último sábado (17). O governador Geraldo Alckmin e o chefe de gabinete da Educação, Fernando Padula, acompanharam de perto o mutirão para o atendimento das crianças na Santa Casa de Misericórdia.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

As consultas gratuitas são parte do programa Visão do Futuro, que tem como objetivo a prevenção e a recuperação da saúde ocular das crianças que estão nos primeiros anos da vida escolar. “Esse mutirão é muito importante para crianças do 1º ano do Ensino Fundamental, com idade a partir de seis anos. As crianças vão corrigir um problema de visão que poderia se agravar com o tempo e vão melhorar nos seus estudos”, afirmou o governador.

Além da Santa Casa, as consultas desse sábado são realizadas em outros seis espaços de saúde distribuídos pela capital. “Aqui é feito o exame e, se for detectado algum problema, já é feita a dilatação de pupila. Se precisar de óculos, ele também já é prescrito. A criança escolhe o modelo e recebe na escola”, explicou Alckmin.

Serão examinados alunos de 6 e 7 anos que passaram, anteriormente, por triagem realizada em suas escolas, realizadas por professores capacitados para fazer os testes de acuidade visual. Os educadores são os responsáveis por encaminhar para exames com especialistas as crianças que demonstram dificuldades, sinais ou sintomas.

Ao longo dos últimos dois anos, foram encaminhados mais de 33 mil alunos para as avaliações oftalmológicas. Apenas no ano passado, um a cada cinco alunos do 1º ano do Ensino Fundamental foi encaminhado para as consultas, um total de 18.048. Por meio do Visão do Futuro, programa realizado pelas secretarias da Educação, Saúde e pelo Fundo Social de Solidariedade, já foram distribuídos, nos dois últimos anos, sete mil pares de óculos aos estudantes paulistanos.