segunda-feira, 28/03/2016
Idesp

Com ações pontuais, escola melhora aprendizado dos alunos e índice no Idesp

“Demos um ‘choque’ favorável de autoestima aos alunos”, revela diretor de escola em Poá

Nos últimos anos, professores, coordenadores e diretores da E.E. Professora Nanci Cristina do Espírito Santo, localizada no município de Poá, têm se preocupado em realizar ações de socialização entre alunos e comunidade escolar para melhorar os índices de aprendizado da escola.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

As atividades consistem em reuniões de pais que acontecem mensalmente para cada segmento de ensino – Fundamental e Médio -, além de um reforço escolar específico, no qual a coordenação da escola reúne grupos de dez alunos para abordar os temas discutidos em sala de aula, com o objetivo de aprofundar o conhecimento dos estudantes e verificar os que ainda têm dificuldades, como releva Valdir Antunes, diretor da escola.

“Essas conversas acontecem tanto com alunos que têm ótimas notas, quanto com estudantes que têm alguma dificuldade. Fazemos cobranças e damos um prazo para o jovem, especialmente aquele com alguma dificuldade, melhorar o rendimento. ‘Incomodamos’ o aluno, damos um ‘choque’ favorável na autoestima deles. Tudo no sentido positivo para fazer com que o estudante adquira maior aprendizado sobre o tema visto”.

As reuniões com os pais são feitas com todas as classes. “Temos por volta de 70% de frequência dos responsáveis. Com as classes de Ensino Médio, por exemplo, o assunto fica por conta do projeto de vida desses alunos para o futuro. Já com as classes de Ensino Fundamental, a conversa é mais direcionada às atividades que são realizadas em sala de aula”, afirma o diretor. Segundo ele, este direcionamento ajuda no entendimento e na promoção práticas para atender cada demanda da escola. 

Faltar na escola tem impacto direto na aprendizagem, e cada vez mais as pesquisas vêm reforçando essa máxima. Para evitar o abandono escolar, a unidade de ensino decidiu estreitar o laço com os familiares dos alunos, fazendo ligações telefônicas com frequência para os pais e, em casos mais específicos, visitas à residência do aluno para um bate-papo. “É uma conversa no sentido de agregar o valor da escola a esse aluno, mostrar a ele a importância que a escola tem em sua vida. Temos obtido um grande percentual de retorno desses jovens”, afirma Valdir.

Todas essas ações renderam à escola o melhor indicador de aprendizado da região de Poá no Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp), indo de 1,93 em 2014 para 2,88 em 2015 no Ensino Médio e de 2,26 para 3,57 no Fundamental respectivamente. Por isso, a Câmara Municipal da cidade homenageou a escola, concedendo “Voto de Louvor” à direção, professores e demais funcionários da unidade escolar. Saiba mais aqui.

Educação no combate ao abandono escolar

A campanha “Quem Falta Faz Falta” foi criada com base em experiências bem sucedidas desenvolvidas pelas escolas estaduais, que já resultaram em uma diminuição histórica de 81% das taxas de abandono na rede de São Paulo. Na década de 80, o índice era de 26,5% e atualmente está em 5% no Ensino Médio paulista, uma das taxas mais baixas do País, apesar do tamanho e complexidade da rede estadual.