segunda-feira, 20/09/2021
Notícia

Com inscrições abertas no sistema, Bolsa do Povo Educação terá primeiro pagamento em outubro

Estudantes que efetuarem cadastro a partir desta segunda-feira (20) vão receber a primeira parcela em dezembro; programa irá pagar até R$ 1 mil por ano letivo

Bolsa do Povo Educação – Ação Estudantes mantém inscrições abertas e agenda o primeiro pagamento para outubro. O Programa, que repassa até R$1 mil por ano letivo para alunos do ensino médio e do 9º ano do ensino fundamental da rede estadual inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), nas linhas de pobreza e de extrema pobreza, visa reduzir os impactos econômicos e promover a recuperação e o aprofundamento da aprendizagem para combater a evasão escolar.

As inscrições podem ser realizadas no site www.bolsadopovo.sp.gov.br. No total, serão R$400 milhões investidos pelo governo do Estado de São Paulo. Deste montante, R$100 milhões serão aportados ainda em 2021 e R$300 milhões estão programados para o ano letivo de 2022.

“É um benefício importante para darmos sequência às ações que visam reduzir os prejuízos educacionais, sociais e econômicos causados pela pandemia, além de estimular a manutenção dos estudos e em todas as atividades escolares”, resume Rossieli Soares, Secretário da Educação do Estado.

Os pagamentos serão realizados proporcionalmente ao ano letivo e estão condicionados à frequência escolar mínima de 80%, à dedicação de duas horas diárias de estudos pelo aplicativo Centro de Mídias São Paulo (CMSP) e à participação nas avaliações de aprendizagem. Os estudantes da 3ª série do ensino médio devem ainda realizar atividades preparatórias para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

“São Paulo foi o primeiro estado do Brasil a priorizar a vacinação dos profissionais da Educação e priorizar o retorno seguro às salas de aula, seguindo todos os protocolos, como distanciamento de um metro entre os estudantes e distribuição de álcool em gel. O vínculo escolar é peça fundamental no processo de aprendizagem”, ratifica Rossieli.

De acordo com a Secretaria de Educação do Estado (Seduc-SP), 267 mil estudantes de ensino médio estão na linha de pobreza ou extrema pobreza.

Inscrição

O estudante deverá informar o número do Registro do Aluno (RA) para saber se é elegível ao programa e, em caso positivo, será encaminhado para a Secretaria Escolar Digital (SED), para preenchimento da Manifestação de Interesse. Com esta etapa finalizada, o estudante (ou um responsável legal, no caso de alunos menores de 18 anos), deverá obrigatoriamente preencher o Termo de Responsabilidade, no qual atesta ter ciência das condicionalidades para receber o benefício. O Termo ficará disponível na SED após a confirmação de elegibilidade do estudante, mas também pode ser assinado presencialmente na unidade escolar.

Confira o tutorial completo