sexta-feira, 01/02/2013
Sociedade

Com muita animação, mais de 4 milhões de alunos voltam às aulas na rede estadual

No primeiro dia de aula de 2013, estudantes reencontraram amigos e receberam kit de material escolar

Pouco antes das 7h30 da manhã, horário de abertura dos portões, pais e alunos já aguardavam ansiosos em frente à Escola Estadual Professora Júlia Amália Azevedo Antunes, na Vila Carrão, zona leste da capital. Com saudade dos professores e colegas, os pequenos chegaram cedo para o primeiro dia de aula, que aconteceu nesta sexta-feira, 1º de fevereiro.

Assim como na unidade da Vila Carrão, as cerca de cinco mil escolas estaduais de São Paulo começaram o ano letivo nesta sexta-feira, com a presença dos mais de 4 milhões de alunos. “As aulas sempre começarão no primeiro dia útil de fevereiro e, no segundo semestre, no primeiro dia útil de agosto. O objetivo dessa medida é organizar as datas, para que os pais não precisem acionar as escolas para saber em qual dia as aulas recomeçarão”, explica o chefe de gabinete da Secretaria da Educação, Fernando Padula.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Neste primeiro dia, os estudantes já receberam seus kits escolares, compostos por cadernos, canetas, lápis, lápis de cor, apontador, borracha e régua. A entrega dos materiais foi recebida com animação por alunos e pais. “As crianças já voltam para a escola fazendo atividades, com o material pronto para começar o ano”, comenta Marisélia Duarte, mãe de uma das alunas da escola. A pequena Júlia, estudante do 5º ano do Ensino Fundamental, também comemorou a chegada de seus novos materiais. “Eu estava com saudade do giz de cera, do lápis de cor e do caderno”, conta animada.

Para que todos os mais de 4 milhões de estudantes recebessem o material completo na volta às aulas, a Secretaria da Educação investiu R$ 124 milhões na compra dos kits. “Os alunos já vêm ansiosos para usar o caderno novo. Abrir a caixa do Kit e ver as tintas novas, a caixa de lápis colorido e os outros materiais, para eles é como receber um presente”, revela Ivana Curi Douteiro, diretora da unidade.