quarta-feira, 29/08/2018
Ensino Médio

Com verba, Grêmios Estudantis poderão trazer melhorias à comunidade escolar

‘Orçamento Participativo’ permitirá que alunos invistam em diferentes áreas da escola

O segundo semestre de 2018 chegou com novidades para a rede estadual de ensino. Neste período, um programa inédito recém-lançado pelo Governo do Estado de São Paulo irá beneficiar os Grêmios Estudantis de toda as unidades escolares paulistas.

Por meio do “Orçamento Participativo”, membros das equipes gremistas receberão cerca de R$ 5 mil para realizar ações de melhoria à comunidade escolar. O investimento, repassado via Associação de Pais e Mestres, será de maneira menos burocrática e mais dinâmica.

“Temos que fazer esse processo ser mais fácil para que os alunos não percam o interesse em participar. Assim, eles serão motivados e tomarão ótimas decisões para colaborar muito com a escola”, explica a coordenadora do projeto, Raphaella Burti.

O projeto foi criado a partir de solicitações de estudantes que participaram do Gestão Democrática. Sendo assim, as 5.144 escolas receberão o investimento e, mesmo aquelas que não possuem Grêmios formados, poderão se organizar e selecionar uma comissão de representantes de salas para representá-las.

Dinâmica

O investimento será feito a partir da primeira quinzena de setembro. Com o dinheiro em mãos, os jovens terão que planejar e executar ações de melhorias até o final de novembro. As benfeitorias poderão ser feitas nos aspectos de práticas pedagógicas, infraestrutura e ambiente escolar.

Para isso, as 91 Diretorias de Ensino do espalhadas pelo Estado receberam um manual do que e como essa verba poderá ser empregada. Essa é uma maneira, portanto, eficiente de fazer com que o jovem aprenda desde cedo a importância da representatividade e da responsabilidade.

“Democracia não existe na teoria. Os Grêmios permitem que eles passem por esse processo e que compreendam para que e porquê existe um grupo que representa toda a escola”, afirma Sonia Brancalion, membro da equipe responsável pelo Grêmio Estudantil da Secretaria da Educação.

Vale ressaltar que 95,2% das escolas paulistas já possuem seus grupos formados e, por meio deles, toda a comunidade poderá ser beneficiada. É assim que Gabrielly Mistero G. de Oliveira, aluna da Escola Estadual M.M.D.C., enxerga o novo programa.

“Esse projeto pode conscientizar os alunos do que fazer com esse dinheiro e ver onde ele se encaixa. Além disso, conseguimos dialogar com a escola e investir em coisas importantes”, ressalta a estudante.

‘Juntos pela Escola’

O lançamento desta iniciativa fez parte do pacote de ações anunciadas pelo governador Márcio França, ao lado do secretário de Estado da Educação João Cury, no último mês no Palácio dos Bandeirantes. As medidas irão atender às demandas imediatas da rede com investimento estimado em R$ 430 milhões.

Com elas, o Estado tem como objetivo fortalecer novos programas e dar continuidades àqueles que já beneficiam diretamente o aprendizado de 3,7 milhões de crianças e jovens matriculados na rede. Todas serão tomadas a partir dos eixos de aprendizagem, inovação e infraestrutura.

“Foram vários anúncios, como reformas de prédio e aquisições de ônibus. Em especial, destaco o empoderamento dos alunos, que, através dos grêmios estudantis, poderão obter recursos e decidir onde aplicarão o dinheiro”, ressalta o governador.