terça-feira, 24/04/2007
Últimas Notícias

Combate ao mosquito da dengue mobiliza alunos de escola do interior do Estado

Estudantes da escola Nelson Cabrini, em Marília, interior de São Paulo, deram exemplo de cidadania com a realização de um mutirão de combate à dengue. Eles percorreram as ruas da vizinhança para levar informações e conscientizar a população sobre o combate ao mosquito da dengue. O trabalho, coordenado pela educadora Ana Paola Marconato, foi feito […]

Estudantes da escola Nelson Cabrini, em Marília, interior de São Paulo, deram exemplo de cidadania com a realização de um mutirão de combate à dengue. Eles percorreram as ruas da vizinhança para levar informações e conscientizar a população sobre o combate ao mosquito da dengue. O trabalho, coordenado pela educadora Ana Paola Marconato, foi feito em cerca de 210 casas, atingindo um público de aproximadamente 1.200 pessoas. A ação teve o apoio da Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN).

Além da distribuição de panfletos sobre o assunto, também foram usadas amostras de ovos, larva e até do inseto para reforçar as dicas sobre como evitar a proliferação do mosquito. “Estas ações realizadas nos finais de semana são exemplos de como podemos contribuir na campanha de combate à dengue, uma vez que os números de casos estão aumentando diariamente de forma alarmante”, lembra o assistente técnico-pedagógico da Diretoria de Ensino de Marília, Francisco de Paulo.

Como combater a dengue

Não deixe jogados objetos que acumulem água: copos plásticos, tampinhas de refrigerante, banheiras velhas e pneus. Garrafas vazias devem ficar de cabeça para baixo;

Caixas d’água, tambores e cisternas devem ficar bem fechadas, sem frestas, para impedir a entrada do mosquito.

Mantenha o lixo tampado e seco;

Calhas devem estar sempre limpas, assim como lajes e piscinas;

Não deixe a água se acumular em vasos e jarros de flores. Uma boa dica é colocar areia no prato do vaso. Evite plantas que acumulem água, como: gravatás, babosa e espada de São Jorge, e ainda, troque diariamente a água de animais de estimação.

Celso Bandarra