quinta-feira, 22/08/2019
Grêmio Estudantil

Como o Grêmio Estudantil pode mudar vidas? O exemplo vem de Limeira

Grêmio da Escola Estadual Dr. Paulo de Almeida Nogueira promoveu ações de grande impacto na comunidade

A Escola Estadual Dr. Paulo de Almeida Nogueira, ainda reconhecida pelo nome de GEPAN (antigo Ginásio Estadual), vem se destacando dentre as escolas da região. Uma prova disso é a liderança na avaliação realizada pelo Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp), do ano de 2018.

A escola de Cosmópolis está entre as 70 escolas que compõem a Diretoria de Ensino de Limeira (SP) e desempenhou a melhor nota dentre as escolas regulares de Ensino Médio. Este não é o primeiro dos bons resultados que o desempenho da escola vem colecionando há anos.

Sobretudo, em uma breve entrevista com a diretora da escola, Nilze Chiriato, os alunos têm se empenhado não somente em relação ao próprio futuro, mas também, na solidariedade e amor ao próximo. Neste bimestre, mais de 800 kg em alimento foram arrecadados pelos próprios alunos, além de agasalhos aos mais necessitados na intenção de doações beneficentes. “O próprio Grêmio Estudantil passa de sala em sala arrecadando, tanto os alimentos quanto doações para Campanha do Agasalho. Muitas cestas básicas já foram entregues e instituições necessitadas foram ajudadas”.

Questionada sobre o segredo do sucesso, Nilze aponta. “Acredito que é um conjunto. Temos um corpo docente muito comprometido, é um time de professores muito bons. Nossos alunos são muito empenhados e preocupados. Toda a escola entra em um clima de compromisso e responsabilidade, não tornando um fardo para ninguém, é prazeroso estudar e estar preparado. Todos saem ganhando”.

A escola ainda possui uma iniciativa diferenciada. No horário oposto a aula, grupos de estudo e de preparo, inclusive, com professores participativos, se reúnem com o objetivo de preparo para provas e vestibulares importantes. “É um sonho de qualquer professor turmas como essas, que se reúnem em horários opostos à aula, que se ajudam, que estudam juntos e possuem um objetivo. A maioria deles, orgulhosamente, tem alcançado universidades públicas que são o sonho de qualquer futuro profissional”, explica Paulo Freitas, professor da rede.

Neste momento, o Grêmio finaliza o recebimento e entrega de doações e já pensa em novos projetos para o segundo semestre, que terá início em agosto.