sexta-feira, 12/08/2011
Concursos

Concurso para executivo público acontece dia 14 de agosto em todo o Estado

Cerca de 40 mil inscritos concorrem a 245 vagas para o cargo de executivo público, que serão distribuídas entre órgãos centrais e regionais da Secretaria de Estado da Educação O concurso para o cargo de executivo público será realizado neste domingo (14/08) nos municípios-sede das 91 Diretorias Regionais de Ensino. O exame, destinado ao provimento […]

Cerca de 40 mil inscritos concorrem a 245 vagas para o cargo de executivo público, que serão distribuídas entre órgãos centrais e regionais da Secretaria de Estado da Educação

O concurso para o cargo de executivo público será realizado neste domingo (14/08) nos municípios-sede das 91 Diretorias Regionais de Ensino. O exame, destinado ao provimento de 245 vagas para a função na rede estadual de ensino, teve 39.770 inscritos.

Os candidatos podem conferir o local da prova no portal da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br). Só será permitida a realização do exame nos respectivos endereço, data e horário constantes na consulta disponível no site. Se o nome do candidato não constar na convocação, ele deverá entrar em contato com o disque Vunesp, pelo telefone (11) 3874-6300, em dias úteis, das 8h às 20h, para verificar o ocorrido.

A lista com as vagas está disponível no edital do concurso, no mesmo endereço eletrônico, lembrando que a relação candidato/vaga depende do número de inscritos por região no Estado.

Os inscritos devem comparecer ao concurso portando caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis e borracha, além de documento de identificação. Durante as provas, não será permitida qualquer espécie de consulta de outro material diferente do que for fornecido pela organização do exame. O telefone celular deverá permanecer desligado durante o exame.

Prova

O concurso será composto por uma prova objetiva, de 80 questões de múltipla escolha com cinco alternativas cada uma, sobre conhecimentos gerais e específicos, e um teste de redação. Apenas a prova objetiva é eliminatória, mas ambas as avaliações serão consideradas para a classificação.

A redação visa avaliar a capacidade de expressão escrita e o uso das normas do registro formal culto da língua portuguesa. O candidato deverá produzir, com base em temas e instruções formulados pela banca examinadora, um texto narrativo, dissertativo ou descritivo, com no máximo 30 linhas.

As duas avaliações que compõem o concurso serão realizadas no mesmo dia e local. O exame objetivo tem duração de quatro horas e a redação, de duas horas. Os inscritos devem se apresentar nos locais do exame às 8h do domingo. Meia hora depois haverá o fechamento dos portões. Após a primeira prova, os candidatos terão tempo para o almoço. Às 14h, eles devem comparecer novamente para a avaliação de redação. Os portões serão fechados às 14h30.

O gabarito das questões será publicado no “Diário Oficial” do Estado, no 1º dia útil após o exame, e no site da Vunesp. O caderno de questões da prova objetiva também será disponibilizado no endereço eletrônico, na data da divulgação dos gabaritos.

Executivo Público

As vagas para o cargo de executivo público serão distribuídas entre órgãos centrais e regionais da Secretaria de Estado da Educação. O vencimento inicial para a função corresponde a R$ 2.700 e a carga horária para é de 40 horas semanais.

Entre as atribuições básicas do cargo estão atividades de assistência e assessoria em unidades técnicas. Além dos 245 cargos atuais, o processo seletivo também proverá outros que vagarem ou forem autorizados no decorrer do seu prazo de validade, que é de dois anos.

Para concorrer às vagas de executivo público é necessário ter diploma de ensino superior. Além disso, para assumir a função, o candidato deve: ser brasileiro; ter idade mínima de 18 anos completos; estar em situação regular com a Justiça Eleitoral; estar em dia com as obrigações do Serviço Militar, no caso de candidatos do sexo masculino; não registrar antecedentes criminais, achando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos; ter concluído a escolaridade exigida para o cargo e possuir os documentos comprobatórios; e ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovada por avaliação médica realizada em Órgão Médico Oficial do Estado de São Paulo.