terça-feira, 13/10/2020
Ensino Fundamental

Confira como foi o retorno as atividades presenciais em duas escolas na capital

Ensino médio voltou com aulas regulares e ensino fundamental com atividades de reforço

Foi autorizada, semana passada, na capital paulista, a volta às aulas presencial opcional para as escolas estaduais de ensino médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para as unidades que atendem os alunos do ensino fundamental, a data prevista é 3 de novembro, porém essas unidades estão liberadas para receber alunos para acolhimento e aulas de reforço.

Na rede estadual, só é permitido o atendimento de até 20% do total de alunos em todas as etapas. As unidades que não optarem ou não forem autorizadas a abrir deverão permanecer com o ensino à distância. O ensino híbrido será adotado para as escolas que retornarem.

Todas as escolas que receberam alunos estão equipadas com álcool gel, itens de higiene, máscara, face shield para funcionários e termômetro para aferição de temperatura na hora da entrada.

Veja como foi o primeiro dia de retorno em duas unidades:

Escola Professor Milton da Silva Rodrigues

A escola de ensino médio, localizada na zona norte, recebeu os alunos com a sua tradicional fanfarra, com menos integrantes respeitando o distanciamento social. Entre as atividades de acolhimento, os alunos participaram de um momento de relaxamento com exercícios de respiração na quadra, em espaços delimitados por bambolês.

“Desta vez, ao retornarem as aulas, a equipe decidiu fazer um acolhimento parecido como o de costume, mas com um tapete verde, ao invés do vermelho que sempre usamos no início do ano, com mensagens de otimismo, simbolizando a vida, esperança, estudos, alegrias. Os alunos ao passarem pelo tapete, ficaram emocionados com o acolhimento e demonstraram muitas expectativas, mesmo sabendo das novas regras para as aulas presenciais. Toda a equipe também se emocionou muito”, explicou o diretor da unidade, Osmar Carvalho.

Escola Professor Alvino Bittencourt

A unidade de anos iniciais (1º ao 5º ano) do ensino fundamental, da zona leste, apostou na alegria para receber de volta os alunos para atividades de reforço. Já na entrada uma professora caracterizada realizou a aferição de temperatura das crianças. O dirigente de ensino da região, Denys Munhoz Marsiglia, acompanhou a movimentação na unidade “Mais de 80% das escolas da diretoria desejaram o retorno de suas atividades, de maneira responsável, com a garantia dos protocolos sanitários para o enfrentamento da COVID-19 e o fornecimento de EPIs a todos. O olhar emocionado e o sorriso largo destes alunos, evidenciam a importância deste recomeço”, afirmou.