sexta-feira, 07/03/2014
Sociedade

Em homenagem ao Dia da Mulher, Portal da Educação relembra iniciativas de professoras

Conheça histórias de professoras da rede estadual que fizeram a diferença em suas escolas

“Ser mulher é ter a honra de ver a figura feminina sendo reconhecida na sociedade, sem perder a delicadeza da maternidade e muito menos o charme”. São com essas palavras que a educadora Tatiane Affonso Gimenes, da E.E. Lael de Moura, zona norte da capital, define o que é ser mulher.

Tatiane é uma das milhares de profissionais que atuam na rede estadual paulista. Em uma homenagem a elas pelo Dia Internacional da Mulher, comemorado neste sábado (8), o Portal da Educação reuniu histórias de professoras que fazem a diferença em suas unidades escolares.

São iniciativas como a da docente de arte Carmem Machado, da E.E. Professora Benedicto Leme Vieira Neto, de Salto de Pirapora. Ela desenvolveu um projeto de teatro e dança contemporânea “Sentiver – inspiração, conteúdo e leveza”, com alunos do Ensino Fundamental e recebeu o Prêmio Victor Civita “Educador Nota 10” em 2013. Na ocasião, outra professora, Karina Drude Puga Rui, da E.E. Maria Falconi de Felício, em Pitangueiras, também recebeu o prêmio.

Mais histórias como a de Carmen podem ser conferidas na galeria abaixo.

Dia Internacional da Mulher

A comemoração do dia 8 de março passou a ser reconhecida oficialmente como Dia Internacional da Mulher, em 1977, pelas Nações Unidas. No Brasil, o feminismo fortaleceu sua relação com o Estado em 1982, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.