quinta-feira, 13/02/2014
Concursos

Confira o perfil dos professores nomeados no maior concurso da história da Educação

Nessa semana, Educação nomeou mais de 15 mil profissionais para atuação nas escolas

Levantamento inédito feito pela Educação revela que a maioria dos novos professores aprovados no concurso e nomeados para atuarem nas escolas estaduais é do sexo feminino (58%). Os números mostram outras curiosidades dos futuros professores da rede. Mais da metade dos docentes convocados, 50,1%, estão na faixa-etária entre 25 e 35 anos e 43,2% deles são casados. Do total. 15,4% são naturais de outros Estados e 305 deles residem fora de São Paulo, sendo Minas Gerais e Paraná os principais locais de origem.

– Acesse aqui todas as informações sobre a perícia médica

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Uma primeira publicação no Diário Oficial do Estado, foi divulgada nesta quarta (12) e quinta-feira (13), convocando parte dos docentes nomeados (13,5) para se apresentarem a partir do dia 17 para a realização da perícia média. Uma nova publicação será feita nos próximos dias, chamando o restante dos mais de 15 mil nomeados para atuar em sala de aula entre os primeiros 20 mil convocados pelo governo do Estado no concurso.

Concurso

O concurso no total é para 59 mil cargos e novas nomeações estão previstas para ainda este semestre. O certame, realizado em novembro, contou com a participação de educadores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio das disciplinas de Arte, Biologia, Ciências Físicas e Biológicas, Educação Física, Física, Filosofia, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia ou para atuar nas áreas da Educação Especial.

Para saber mais, acesse a intranet da Educação

O salário de um professor que leciona para classes de anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, com jornada de 40 horas semanais, é de R$ 2.257,84, podendo chegar a R$ 6.390,78 de acordo com a evolução funcional. A rede estadual paulista tem uma política salarial que prevê um aumento escalonado de 45% em quatro anos, fazendo com que a remuneração deste docente chegue a R$ 2.415,89 ainda em 2014.