terça-feira, 29/08/2017
A Escola Que Queremos

Entenda as diferenças entre CEEJA, ENCCEJA, EJA

Nunca é tarde para voltar a estudar, conheça as categorias e escolha a melhor para você

Os jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de iniciar ou concluir os ensinos Fundamental ou Médio na idade adequada, de acordo com a legislação, podem ter acesso a essas etapas da escolaridade por meio de cursos e avaliações voltadas à modalidade de ensino para pessoas com se encaixam nessas características. São três categorias, EJA (educação para Jovens e Adultos), CEEJA (Centros Estaduais de Educação de Jovens e Adultos) e ENCCEJA (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). Mas, como diferenciar as três para escolher a melhor para você?

Cerca de mais de mil escolas estaduais paulistas oferecem as aulas da EJA. Nesse modelo, é possível concluir tanto o Ensino Fundamental quanto o Ensino Médio. São aulas presenciais e os alunos precisam ter 15 anos, para o Fundamental, e 18 anos para o Médio. Os módulos de 6 meses cada são equivalentes aos anos e séries do ensino regular. O curso conta com quatro horas diárias, de segunda à sexta-feira.

A Educação conta com 31 unidades do CEEJA. O diferencial do modelo é que ele oferece carga horária flexível e dá oportunidade a alunos com mais de 18 anos que querem voltar à sala de aula. No CEEJA, o aluno recebe o material de ensino no ato da matrícula e é orientado a criar um plano de estudos. As aulas são a distância, mas sempre que sentir necessidade o estudante pode recorrer ao centro para tirar dúvidas presenciais com professores.

O ENCCEJA é exclusivamente voltado para a conclusão do Ensino Fundamental, oferecido para jovens e adultos a partir de 15 anos. Trata-se de uma avaliação aplicada anualmente pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Aqueles que não atingirem o desempenho necessário para obter o certificado ainda poderão solicitar o atestado parcial de conclusão nas áreas de conhecimento nas quais atingiu a nota necessária. A partir disso, o candidato pode prestar novamente o exame ou concluir as demais disciplinas em uma das unidades do CEEJA.

Agora que você não tem mais dúvidas sobre as modalidades voltadas especificamente para as pessoas que, por algum motivo, não concluíram os estudos, é só escolher uma para dar sequência no aprendizado. Afinal, nunca é tarde para voltar a estudar.