quinta-feira, 02/08/2018
Notícia

Conheça opções de avaliações e cursos para estudos de jovens e adultos

Entenda a diferença entre EJA, Ceeja e Encceja

Nunca é tarde para voltar aos estudos. Os jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de iniciar ou concluir os ensinos Fundamental ou Médio na idade adequada podem retornar às salas de aula.

São três categorias oferecidas pela Secretaria da Educação, EJA (educação para Jovens e Adultos), CEEJA (Centros Estaduais de Educação de Jovens e Adultos) e ENCCEJA (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos).

EJA

Nesse modelo, é possível concluir tanto o Ensino Fundamental quanto o Ensino Médio. São aulas presenciais e os alunos precisam ter 15 anos, para o Fundamental, e 18 anos para o Médio. Os módulos de 6 meses cada são equivalentes aos anos e séries do ensino regular. O curso conta com quatro horas diárias, de segunda à sexta-feira.

CEEJA

O diferencial do modelo é que ele oferece carga horária flexível e dá oportunidade a alunos com mais de 18 anos que querem voltar à sala de aula. No CEEJA, o aluno recebe o material de ensino no ato da matrícula e é orientado a criar um plano de estudos. As aulas são a distância, mas sempre que sentir necessidade o estudante pode recorrer ao centro para tirar dúvidas presenciais com professores.

A cozinheira Maria das Graças é uma das estudantes da unidade de Carapicuíba e retornou às salas de aula para tentar uma chance de promoção. “Não importa o quanto você saiba ou tenha aprendido dentro da cozinha, todos ainda querem o conhecimento que só vem da sala de aula. A flexibilidade do CEEJA é ideal para quem precisa trabalhar e estudar”, disse.

Para a professora de Geografia, Rosa Maria dos Santos Silva, do CEEJA de Carapicuíba, o trabalho é gratificante. “Ajudar essas mulheres a resgatarem sua autoestima e buscarem novas formas de voltar ao mercado me fez notar a força que temos”, afirma.

ENCCEJA

O Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências para Jovens e Adultos) é oferecido para jovens e adultos a partir de 15 anos, voltado para a conclusão do Ensino Fundamental. A certificação do Ensino Médio exige a idade mínima de 18 anos completos no dia de aplicação da prova.

Trata-se de uma avaliação aplicada anualmente pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Aqueles que não atingirem o desempenho necessário para obter o certificado ainda poderão solicitar o atestado parcial de conclusão nas áreas de conhecimento nas quais atingiu a nota necessária. A partir disso, o candidato pode prestar novamente o exame ou concluir as demais disciplinas em uma das unidades do CEEJA.