quarta-feira, 31/08/2011
Últimas Notícias

Cultura é Currículo leva 163 mil alunos para 4 mil atividades somente em setembro

A iniciativa oferece aos estudantes de escolas estaduais visitas culturais a museus, centros, parques e institutos de arte e cultura de todo o Estado, além de diversas unidades do Sesc         O programa Cultura é Currículo, da Secretaria de Estado da Educação, vai levar durante o mês de setembro cerca de 163 mil estudantes da rede […]

A iniciativa oferece aos estudantes de escolas estaduais visitas culturais a museus, centros, parques e institutos de arte e cultura de todo o Estado, além de diversas unidades do Sesc        

O programa Cultura é Currículo, da Secretaria de Estado da Educação, vai levar durante o mês de setembro cerca de 163 mil estudantes da rede estadual a mais de 4 mil roteiros culturais em todo o Estado. As atividades terão início nesta quinta-feira, 1º de setembro, e fazem parte dos projetos Lugares de Aprender e Escola em Cena.

A iniciativa possibilita que estudantes de escolas estaduais assistam gratuitamente a espetáculos de teatro e dança, além de participarem de visitas monitoradas a instituições culturais. O transporte e a alimentação dos alunos são custeados pela Secretaria e, neste mês, somam um investimento de cerca de R$ 3,5 milhões.

O Lugares de Aprender – A Escola sai da Escola vai levar 134 mil estudantes para mais de 3 mil visitas a 142 instituições culturais. Participarão da iniciativa 6,7 mil professores de 1,9 mil escolas. O projeto promove o acesso de alunos a programações culturais com atividades articuladas ao desenvolvimento do currículo escolar. Neste semestre, há 16 novos destinos na capital, interior e litoral, como o Museu Oceanográfico da USP, na cidade de São Paulo.

Já o projeto Escola em Cena vai levar mais de 28 mil alunos a 712 produções de teatro e dança. Serão apresentados espetáculos em 28 instituições. Nos roteiros culturais, 1,4 mil professores acompanharão os estudantes de 495 escolas.

Esses docentes recebem orientações que possibilitam a articulação das produções artísticas ao trabalho pedagógico, de modo a contextualizá-las no ensino das disciplinas. Dessa forma, o trabalho abre caminho para o desenvolvimento de atividades, que podem ser compartilhadas com toda a escola como apresentações de jogos teatrais, improvisações e peças, entre outras manifestações artísticas. 

Primeira vez no programa

A aluna Gabriela Cristina Goulart, 12 anos, que cursa o 7° ano do Ensino Fundamental na Escola Estadual Professor Oscar Waldomiro de Vasconcellos, localizada no município de Caconde, participou pela primeira vez do Lugares de Aprender em agosto. A estudante visitou a Fazenda Nova, localizada em Mococa, e no local, construído na década de 1830, se encantou ao conhecer o recanto de cavalos, o museu da fazenda, além de bonecas de louça e do fogão a lenha. A fazenda integra a história da cidade, pois o município se desenvolveu a partir de terras doadas pelos então proprietários do espaço para a construção da primeira igreja de Mococa.

“Aprendi sobre o ecossistema e sobre a história desse lugar no passado. Eu me senti livre lá. Acho essa iniciativa muito boa porque podemos aprender, não só na escola, mas visitando lugares diferentes”, conta a aluna.

A Escola Estadual Professor Oscar Waldomiro de Vasconcellos passou a contar com o programa neste ano e é um sucesso entre os alunos. Outro exemplo é a estudante Ana Flávia Mendes de Almeida, 11 anos, que cursa o 6° ano. Ela visitou, neste mês, a Casa Euclidiana, em São José do Rio Pardo, onde conheceu um pouco da história, da obra e da importância do escritor Euclides da Cunha. “Estudamos muito sobre história e sobre literatura. Conheci o Recanto Euclidiano, um local próximo a um jardim na beira de um rio, onde o escritor escreveu ‘Os Sertões’”, declara Ana Flávia, que se interessou pela obra de Euclides da Cunha.

O programa

Implantado em 2008, o Cultura é Currículo está inserido na proposta curricular, com objetivo de democratizar o acesso de professores e alunos da rede estadual a produções culturais que contribuam para ampliar sua formação. O programa é dividido em três segmentos: Lugares de Aprender – A Escola Sai da Escola, com visitas a instituições culturais; Escola em Cena, que leva alunos a apresentações de teatro e dança; e O Cinema Vai à Escola, com exibições de filmes dentro das unidades escolares.

Neste ano, o programa conta com investimento de R$ 32 milhões da Secretaria, o dobro do recurso destinado em 2010. “A ampliação da verba vai permitir que o benefício seja estendido a um número maior de alunos”, declarou o secretário de Estado da Educação, professor Herman Voorwald.

Em 2010, cerca de dois milhões de estudantes foram contemplados pelo programa, enquanto, neste ano, a estimativa é que 2,5 milhões de alunos sejam beneficiados.