sexta-feira, 24/08/2018
Ensino Fundamental

‘Cultura Ensina’: Oportunidade para aprender Ciências de maneira interativa

Alunos e professores da rede estadual de ensino realizam visitas monitoradas no Museu Catavento

Aproximar crianças e jovens de projetos culturais é fundamental para o desenvolvimento de competências socioemocionais. Por esse motivo, a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo enxerga essa perspectiva como uma das principais responsabilidades do poder público para com seus estudantes.

No começo de agosto, a pasta lançou o programa “Cultura Ensina” para todo Estado a fim de promover iniciativas culturais dentro e fora das escolas. Desde o dia 14, foram agendadas 300 mil visitas gratuitas de estudantes e professores a cinemas, espaços expositivos e espetáculos teatrais e musicais.

“Curiosidade é a base do conhecimento. Sem ela, não temos disposição para aprender. Por isso, cultura e o mundo das artes estimulam uma série de habilidades que são fundamentais para o aluno lidar com o mundo afora”, afirma o secretário de Estado da Educação, João Cury.

O titular ainda complementa que o programa é responsável por proporcionar um “casamento entre cultura e educação”. Segundo ele, é possível formar jovens com um nível elevado de conhecimento cognitivo que vai além das disciplinas apresentadas em sala de aula.

Catavento: Um aprendizado interativo

Por intermédio da Fundação de Desenvolvimento da Educação (FDE), foram feitas diversas parcerias com instituições culturais e agendadas visitações das escolas estaduais. O Museu Catavento, por exemplo, estará entre as unidades que mais receberão estudantes.

Localizado na região central da capital paulista, a entidade vinculada à Secretaria de Estado da Cultura estima recepcionar cerca de 1,5 mil alunos da rede estadual para conhecer suas atrações. Para isso, de terça a sexta-feira, foram estabelecidos horários no período da manhã e da tarde para atender dez unidades escolares.

Serão feitas visitas monitoradas pelo Catavento com duração de aproximadamente uma hora e meia. As escolas poderão escolher entre cinco roteiros para realizar dentro das instalações, selecionando aqueles que têm mais a ver com as séries e faixas etárias.

“O ‘Cultura Ensina’ aumentará o número de alunos da rede estadual participando das nossas atividades. Muitas escolas querem complementar o que é aprendido dentro de sala de aula. Aqui é um ótimo lugar para isso”, ressalta a assistente administrativa de visitação do Museu, Paulicéia Novaes de Jesus.

De Francisco Morato à capital

Na última quarta-feira (22), a E.E. Professor Aparecido Roberto Tonellotti, do município de Francisco Morato, levou os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental para conhecer o Catavento.

Uma visitação como esta foi inédita para os jovens da instituição e despertou grande interesse de todos. “Fiquei maravilhada. Gostei de tudo e quero vir aqui mais vezes”, conta Gabriela Jesus Silva, de 14 anos.

Mas não foram só as atrações que chamaram a atenção da menina. Gabriela diz que essa iniciativa facilita muito o aprendizado e foge um pouco da rotina da lousa e do giz. “Aqui foi diferente, conhecemos de perto peixes, algas e corais”, completa.

A escola conheceu duas das principais seções do Museu e pôde ampliar também o conhecimento sobre corpo humano e aromas e texturas de diferentes plantas. Além disso, uma palestra sobre educação sexual e proteção às drogas foi apresentada aos estudantes.

“A nossa juventude conhece pouco esse tipo de passeio. Hoje, é muito mais uma rotina de celular e redes sociais. Para ele, é um aprendizado por meio do lúdico”, enfatiza Rita de Castro, professora de Língua Portuguesa que acompanhou o passeio.