quarta-feira, 24/02/2010
Últimas Notícias

Diretora de escola em Votorantim é selecionada para intercâmbio no Japão

Diretora da Escola Estadual Daniel Verano, a professora Isaura Shizuê Kito viajará em julho para a província de Toyama, onde fará um estágio de seis meses para conhecer o sistema educacional japonês, com despesas cobertas pelo governo local  A professora Isaura Shizuê Kito, de 42 anos, diretora da Escola Estadual Daniel Verano, em Votorantim, foi […]

Diretora da Escola Estadual Daniel Verano, a professora Isaura Shizuê Kito viajará em julho para a província de Toyama, onde fará um estágio de seis meses para conhecer o sistema educacional japonês, com despesas cobertas pelo governo local

 A professora Isaura Shizuê Kito, de 42 anos, diretora da Escola Estadual Daniel Verano, em Votorantim, foi escolhida para participar do Programa de Estágio para Promoção da Convivência Multicultural oferecido pela província de Toyama, no Japão. O programa é voltado aos profissionais do Estado de São Paulo com experiência em Ensino Fundamental e Médio e oferece um intercâmbio para que os participantes conheçam o sistema educacional japonês e as condições das crianças brasileiras nas escolas públicas locais. O objetivo é contribuir com a formação dos filhos de brasileiros retornados do Japão.

“É uma oportunidade de conhecer a estrutura da educação japonesa e levar um pouco da nossa experiência para lá também. Será uma troca muito rica. Dessa forma poderemos trabalhar melhor com as crianças que retornam à nossa rede”, comenta a professora Isaura.

Nascida em São Paulo, capital, a professora é neta de japoneses e já esteve no Japão a passeio, mas nunca visitou a província de Toyama. Aprendeu japonês ainda pequena, conversando com os avôs, que não falavam português. Atua na rede estadual de ensino há 22 anos, sendo 14 como docente e oito como diretora. A viagem será no final de julho e o intercâmbio terá duração de seis meses, com despesas pagas pelo governo de Toyama.

Programa de estágio na Província de Toyama

Desde 1974, a Província de Toyama (Japão) mantém um programa de estágio técnico, através do qual recebe profissionais da América do Sul, de locais com as quais tem firmado Tratados de Amizade e de países em desenvolvimento em geral. O objetivo é contribuir para o desenvolvimento tecnológico e econômico desses países parceiros e incrementar as relações internacionais pelo convívio dos estagiários com a população local.

Nessa província, muitas crianças estrangeiras, principalmente brasileiras, freqüentam escolas juntamente com crianças japonesas. Por isso, as diferenças de língua e cultura impõem a construção de um ambiente escolar para melhor propiciar esse convívio. Nesse contexto, em 2009, a província estabeleceu o Programa de Estágio para a Promoção da Convivência Multicultural, esperando contar com a participação de profissionais do Estado de São Paulo com experiência em Ensino Fundamental e Médio ou equivalente, da rede pública ou particular.

O docente é selecionado por meio do currículo e deve atender a alguns requisitos, como estar comprometido com a Educação no estado de São Paulo (garantia de que na volta ao Brasil retornará ao emprego dando continuidade ao trabalho), ser maior de 22 anos e ter conhecimentos do idioma e cultura japoneses, assim como da cultura brasileira para o devido apoio didático às crianças brasileiras no Japão.

O programa é composto de uma parte comum, que prevê orientação geral e curso de língua japonesa, com duração de cerca de um mês, e uma parte específica, sobre conhecimento das condições das crianças brasileiras nas escolas públicas, compreensão e conhecimento do sistema educacional japonês e comparação entre os sistemas dos dois países.