quinta-feira, 11/04/2013
Boas Práticas

Encontro estimula a criação de grêmios estudantis em escolas estaduais

Grêmio permite que alunos participem de forma direta das discussões junto à diretoria da escola

Entre gráficos matemáticos e os poemas de Drummond das aulas de Literatura, muitos alunos guardam em seus cadernos ideias que podem colaborar com a rotina escolar. Como estudantes, eles conhecem bem a rotina da escola e, com sua visão, podem auxiliar a direção a melhorar a dinâmica das aulas.

Pensando nesta inserção dos alunos dentro das discussões da comunidade escolar, a Diretoria de Ensino Centro Sul promoveu um encontro para discutir a importância dos Grêmios Estudantis. No evento, foi apresentada a instalação da chapa da E.E. Dr. Murtinho Nobre. A ação foi promovida pelo Núcleo de Articulação de Iniciativas com Pais e Alunos (NUART) e discutiu ações que são colocadas em prática.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Formado por alunos, o Grêmio é a voz dos estudantes em uma escola. Em situações oficiais, tem como função representar os estudantes frente à diretoria levando suas necessidades e discutindo propostas que favoreçam a aprendizagem e a convivência. Ideias, projetos e ações extra-escolares também são sugeridas pelo Grêmio. Além disso, o grupo participa efetivamente com sua opinião para a adequação de regras dentro do ambiente escolar.

Professores, diretores e alunos de diversas unidades escolares da região participaram do encontro que incentivou outras escolas a instalarem grêmios em suas unidades.

Papel importante

Na E.E. Dr. Murtinho Nobre, na zona sul da capital, a turma que representa o grêmio “Jovens Juntos pela Escola”, chapa que foi eleita pelos estudantes da unidade, tem movimentado a rotina de todos. “Nós desenvolvemos projetos de combate ao bullying, de preservação do patrimônio público, para conscientizar os alunos de que a escola é nossa e não podemos destruí-la. Além disso, produzimos o jornal da escola, algumas festas, como a comemoração de fim de ano e do Halloween”, conta Camila Ferreira, vice-presidente do Grêmio Estudantil.

– Conheça aqui os jovens do Grêmio da E.E. Dr. Murtinho Nobre

As propostas de atividades e a interação dos integrantes do Grêmio com os demais alunos são fatores que ajudam no relacionamento entre todos na unidade de ensino. De acordo com a professora mediadora da unidade, Cristina Sahba, essa proximidade entre os estudantes é um dos pontos fortes do trabalho da chapa. “Quando um aluno fala para o outro aluno o olhar é diferente, a linguagem é a mesma”, comenta