sábado, 15/08/2020
Ensino Fundamental

Dois alunos de escola de São José dos Campos são premiados com bolsa de iniciação científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

O CNPq reconheceu o trabalho dos pesquisadores mirins na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e selecionou dois estudantes entre 50 finalistas

Os alunos João Pedro Barbosa e Matheus Henrique Faria, ambos alunos da Escola Estadual Major Aviador José Mariotto Ferreira, em São José dos Campos, foram premiados com uma bolsa de iniciação científica, fomentada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Os dois trabalhos foram selecionados entre outros 50, e avaliados na mostra científica do IFSP, chamado “IFSP – com ciência na escola”, e os vencedores recebem a bolsa científica, que é paga pelo CNPq.

André Papi Cardoso, professor de Física e Matemática e orientador responsável pelo projeto na escola, comenta que nove projetos foram de alunos da mesma unidade escolar, quatro selecionados como finalistas na Semana Nacional de Ciência, e estes dois alunos classificados como vencedores da bolsa de iniciação científica.

“Para mim foi gratificante ver esses alunos que se propuseram e se interessaram pela área de Ciências Exatas, consideradas estratégicas. Esse projeto funcionou como uma extensão da sala de aula, onde os alunos tiveram esse protagonismo de pesquisar e de querer estar na escola para desenvolver”, ressalta André.

O objetivo da bolsa científica dada aos dois alunos, pelo CNPq, é o de difundir e popularizar a ciência e a tecnologia entre os estudantes e contribuir para maior conhecimento sobre as ciências exatas consideradas estratégicas, como matemática, física, química, astronomia, robótica e engenharias, por exemplo.

Mesmo de forma remota, os alunos que ganharam a bonificação continuam o desenvolvimento do trabalho apresentado e de novos projetos. Os materiais estão sendo entregues e atividades e reuniões, acontecem de forma virtual.

Classificação “IFSP – com ciência na escola”

Na classificação do Instituto Federal de São Paulo, etapa que levou à bolsa de iniciação científica, João Pedro Barbosa, foi classificado em primeiro lugar na categoria Ensino Fundamental Masculino, pela criação do Captador de Movimento – CNC caseira, que é uma máquina de comando computadorizado, usada para a realização de movimentos, coordenados pelo computador.

Já Matheus Henrique Faria, que também obteve o primeiro lugar, porém na categoria Ensino Médio Masculino, criou uma lixeira automática, que identifica a presença de objetos e os coloca para dentro, de forma autônoma.