quarta-feira, 21/08/2013
Releases

Educação adota jogo de RPG para prevenção ao bullying nas escolas estaduais

Material integra novo kit do Programa Prevenção Também se Ensina, que chega a todas as 5 mil unidades da rede da Secretaria nesta semana   Um jogo de RPG é a nova ferramenta de prevenção ao bullying adotada pela Secretaria da Educação do Estado para os cerca de 1,8 milhão alunos do Ensino Médio. O […]


Material integra novo kit do Programa Prevenção Também se Ensina, que chega a todas as 5 mil unidades da rede da Secretaria nesta semana

 

Um jogo de RPG é a nova ferramenta de prevenção ao bullying adotada pela Secretaria da Educação do Estado para os cerca de 1,8 milhão alunos do Ensino Médio. O material faz parte do novo kit do programa Prevenção Também se Ensina, idealizado pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), que começa a ser entregue esta semana para as 5 mil escolas da rede.

O RPG (Role Playing Game) chamado “Em Seu Lugar” é um jogo de interpretação de personagens que permite aos jogadores assumirem o cotidiano de seis avatares: Beto, Léo, Mariana, Priscila, Rafaela e Tiago. Todos são adolescentes e vivem alguma situação de vulnerabilidade, conflitos familiares ou situações em que seus direitos foram negados.

“Fazer com que o aluno se coloque no lugar do outro permite que ele reflita sobre questões ligadas ao bullying, preconceito e orientação sexual. Assim, eles entram em contato com seus próprios medos, crenças e vulnerabilidades. Cada passo da história é criado pelos participantes, o que amplia e aprofunda a discussão, que também envolve os professores”, explica Claudia Rosemberg Aratangy, diretora de Projetos Especiais da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE).

Além do jogo RPG, o kit conta com 14 publicações, dois DVDs e quatro CDs, todas voltadas para o uso do educador, com sugestões de atividades e temáticas para alunos de todas as idades. A partir de um levantamento feito com os profissionais das 91 diretorias regionais de ensino, foram apontados os assuntos mais relevantes a serem trabalhados com estudantes, como álcool, tabaco e outras drogas; sexualidade e adolescência; consumo consciente e cyberbullying.

A FDE promoveu uma videoconferência para os profissionais de todo Estado, visando orientar a utilização do material. Além dos educadores das diretorias de ensino, os professores-mediadores participaram da capacitação. São profissionais que trabalham os temas do Kit permanentemente. Este educador é capacitado e formado para atuar nas ações preventivas, em conjunto com a comunidade escolar. No total, são 2.871 educadores da rede com esta função.  

O kit do Prevenção Também se Ensina, já disponível para todas as escolas, conta ainda com um guia que traz sugestões de atividades para serem desenvolvidas pelos professores.